Edição do dia

Edição do dia

Leia a edição completa grátis

Previsão do Tempo
25°
cotação atual R$

Esporte / Parazão

Parazão

Jhonnathan deve ser peça decisiva na decisão

domingo, 05/05/2013, 12:01 - Atualizado em 05/05/2013, 12:01 - Autor:


Em uma temporada marcada pelas muitas contratações, o Clube do Remo acabou encontrando uma solução importante em um jogador que já estava aqui. Titular da cabeça de área azulina e com liberdade para atacar no esquema de três volantes, o atleta se tornou peça decisiva no time azulino. Jhonnathan chegou a marcar gol no primeiro Re-Pa das semifinais. O atleta cumpriu suspensão automática no primeiro jogo das finais. Com um meio de campo menos habilidoso, o Remo apresentou mais dificuldades de articulação diante do brioso Paragominas. Com o retorno dele no segundo jogo, será que as coisas ficarão mais fáceis para o Remo?


Jhonnathan acredita que não é por aí. “Sempre dou o melhor em campo e procuro fazer tudo para ajudar meus companheiros, mas o time são 11 jogadores, se todo mundo não fizer sua parte, o jogo não anda”, afirma.


Jhonnathan diz que a suspensão do primeiro duelo da decisão gerou ansiedade. “Fiquei de fora no último jogo, só torcendo. Acho que os meus colegas fizeram um bom trabalho, mas graças a Deus consegui a confiança do professor (Flávio Araújo) e agora espero poder voltar bem e ajudar na final”. Ele afirma que deve sentir falta do companheiro Gerônimo ajudando na armação, mas confia que o técnico vai encontrar uma solução. “Estávamos jogando eu e o Gerônimo vários jogos e sobravam críticas, por conta dos resultados ruins. Aí quando o Nata entrou, o nosso futebol apareceu mais. O Flávio está de olho no grupo e vai encontrar uma boa saída”, explica.


Por fim, como um dos poucos remanescentes das seguidas frustrações em 2012 – derrota para o Cametá na final do Parazão e eliminação para o Mixto (MT) na Série D – Jhonnathan diz que é importante que grupo e torcida tirem de mente esses revezes marcantes. “O time mudou, os jogadores são outros. O que precisa acontecer agora é o time ter uma maior atenção para que não venham outras surpresas. Isso é que nós procuramos passar para quem não estava aqui ano passado”, comenta o volante.


(Diário do Pará)

Conteúdo Relacionado


0 Comentário(s)

MAISACESSADAS