Edição do dia

Edição do dia

Leia a edição completa grátis

Previsão do Tempo
25°
cotação atual R$

Esporte / Parazão

Parazão

Azulinos terão dificuldades para comprar ingressos

sexta-feira, 03/05/2013, 08:05 - Atualizado em 03/05/2013, 08:58 - Autor:


A torcida do Clube do Remo deu um verdadeiro espetáculo e demonstração de amor ao seu time do coração na última partida contra o Paragominas no estádio Mangueirão na última quarta-feira (1).

O público total contou com 32.876 presentes empurrando o Leão Azul para uma sofrida vitória contra o Jacaré do Norte em partida valendo pelo jogo de ida da final da Taça Estado do Pará, o returno do Parazão.

O número de público total só perdeu para Barcelona 0x3 Bayer de Munique (96.636) na semifinal da Liga dos Campeões da Europa, Boca Juniors 1x0 Corinthians (55.000) e Grêmio 2x1 Santa Fé (35.650) pela Copa Libertadores da América. 

No entanto, mesmo com essa demonstração de fidelidade ao clube do coração, o Fenômeno azul, como é chamada a torcida do Remo, deve encontrar dificuldades para adquirir ingressos para acompanhar a decisão de domingo (5), às 17h, no estádio Municipal da Arena Verde em Paragominas.


BILHETERIA


As vendas nas bilheterias só serão comercializadas no município do local do jogo, porém, este não é o único empecilho para os azulinos. Caravanas de torcedores do Remo estão deslocando-se até o nordeste do estado com o intuito de fazer um bom número presente na partida. O problema é o número de ingressos limitados para a parte destinada aos torcedores do time da capital.

O Presidente do Paragominas, Jorge Formiga, frisou que serão 10 mil ingressos ao todo, 9 mil arquibancadas a R$ 20 reais, 500 meias entradas por R$ 10 reais e 500 gratuidades. “Vamos separar uma carga de ingressos para a torcida do Clube do Remo, que já está formando caravanas para vir à cidade, mas vamos seguir a orientação do estatuto do torcedor que fala em 10% para a torcida adversária”, disse. Serão 1000 ingressos destinados à torcida do Remo que serão vendidos em uma bilheteria aparte na Arena Verde. “Não haverá venda em Belém” sentencia o dirigente. 


(Ronald Sales/DOL)
  




Conteúdo Relacionado


0 Comentário(s)

MAISACESSADAS