Edição do dia

Edição do dia

Leia a edição completa grátis

Previsão do Tempo
25°
cotação atual R$

Esporte / Parazão

Parazão

Vanderson comenta sobre derrota para o Remo

quarta-feira, 01/05/2013, 11:05 - Atualizado em 01/05/2013, 11:05 - Autor:


Na tarde de ontem, o torcedor desavisado que compareceu à Curuzu, com a intenção de assistir um treino do Papão, acabou tendo uma leve surpresa. O estádio foi cedido ao adversário azulino da final do segundo turno. A delegação do Paragominas fez o último treino antes do jogo de logo mais, ocasião para encontro entre possíveis adversários e amigos.


E de quebra o PFC ganhou um torcedor. Trata-se do volante Vanderson, que confessou não ter engolido as duas derrotas para o maior rival e, não fosse o desafiante do interior do estado, torceria por um novo encontro da dupla Re-Pa.


“Eu ainda estou muito triste por essas duas derrotas para o Remo. Gostaria de enfrentá-los na final, mas, como o meu melhor amigo trabalha no Paragominas, tem o Mauro, preparador de goleiros, o Charles Guerreiro e o meu primo Ilaílson, então vou torcer pelo Paragominas”.
O capitão, sempre sincero em suas colocações públicas, aproveitou a oportunidade para mostrar que gostaria de ter permanecido em campo, e não ter sido substituído no intervalo.


“Numa situação dessas, acho que todo mundo gosta de jogar, mas de fora não dá para fazer muita coisa. Infelizmente, o Lecheva me escolheu para sair no intervalo, de novo, mas eu respeito a opção dele”, diz, sem esconder que os primeiros a escutarem o desabafo foram os próprios companheiros.


“Eu gosto de desabafar primeiramente com os companheiros e o técnico. Com o time que o Paysandu tem, que me desculpe o Remo, mas não podemos perder dois clássicos assim. Eu estava me sentindo muito bem. Eu respeito a decisão dele, mas não gosto de sair assim do jogo, e essa foi a terceira vez. Mas como eu falei, a decisão é dele e naquele momento queria o melhor para o clube”.


(Diário do Pará)

Conteúdo Relacionado


0 Comentário(s)

MAISACESSADAS