Edição do dia

Edição do dia

Leia a edição completa grátis

Previsão do Tempo
28°
cotação atual R$

Esporte / Parazão

Parazão

Zé Antônio pode ser o quinto desfalque remista

sexta-feira, 26/04/2013, 06:00 - Atualizado em 26/04/2013, 06:00 - Autor:


Não existe nada ruim que não possa ficar pior. Frases como essa, das mais pessimistas, precisam passar longe de qualquer clube de futebol em uma semana decisiva. Mas, pelas bandas do Baenão, a semana que antecede o Re X Pa de semifinal do segundo turno, não deu alternativa ao técnico Flávio Araújo, a não ser classificar os vários problemas que vêm enfrentando nas últimas horas dessa maneira.


Depois de perder três importantes homens do seu time titular por suspensão, casos de Carlinho Rech, Mauro e Val Barreto, além do atacante Branco, punido pelo Tribunal de Justiça Desportiva do Pará, Flávio Araújo acordou com a notícia de que o seu terceiro zagueiro, Zé Antônio, que até a quarta-feira jogava entre os titulares, era a mais nova vítima da virose que assolou o Estádio Evandro Almeida, essa semana, e pegou até mesmo o próprio treinador azulino. 


Por recomendações médicas, Zé nem foi treinar na manhã de ontem no Baenão. No final do dia, depois do atleta passar por exames de sangue, há suspeita até de catapora. “O Zé Antônio amanheceu doente e começou a ser avaliado por nós. É o jogador que mais preocupa a gente. Estamos fazendo exames cuidadosos para ver o que realmente é, analisando o sangue, para verificar se não pode ser uma varicela (catapora)”, explicou Ricardo Ribeiro, médico do Remo. Com a doença repentina, o defensor, que tinha retorno garantido ao time, está praticamente descartado para o clássico deste sábado. “Vamos avaliar novamente ele amanhã (hoje), mas a hipótese dele não participar do jogo é real”, concluiu Ribeiro.


Não duvidem da força jovem


Com o afastamento repentino do zagueiro Zé Antônio, a lista de jogadores relacionados do Remo para o jogo contra o Paysandu apresenta os zagueiros das categorias de base, Gabriel e Yan, ao lado do Henrique, como os três homens de defesa, na delegação de 20 atletas.


Henrique, que também é o capitão azulino, é o único considerado titular. Mesmo sendo um dos que também apareceu com sintoma de gripe no Baenão, o capitão não é problema para o clássico de sábado. Ao lado dos garotos Yan e Gabriel no sistema tático do 3-6-1, como treinaram ontem, Henrique fará o papel do xerife do time.


“Nós estamos trabalhando, seja com que for. Os dois garotos (Yan e o Gabriel) treinam com a gente desde o início do ano e disputaram uma Taça São Paulo. São garotos promissores. Estou passando confiança aos dois, dizendo que eles vão se dar bem, como aconteceu com o Jhonnathan (volante) e o Alex (Ruan, lateral). Temos que fazer eles se sentirem bem”, acredita Henrique.


Yan, por sua vez, confirma que está sendo apoiado pelos companheiros e demonstra confiança de atuar ao lado do companheiro de base, Gabriel. “Já joguei no Sub-17 no 3-6-1 e estou bem entrosado com o Gabriel. Temos que aproveitar a chance e dar o melhor”, considera Yan.


Nata piora da gripe; Branco pode jogar 


Tentando não desanimar, mesmo diante de tantos problemas para escalar a equipe, o técnico Flávio Araújo tocou o barco e comandou mais um treinamento tático na manhã de ontem no Baenão. O atacante Leandro Cearense, o meia Ramon e o volante Nata, que se recuperam de virose, treinaram ontem. Flávio Araújo manteve o time no 3-6-1, como fez no primeiro Re-Pa. Nata revesou a posição com Ramon e, no ataque, Leandro Cearense deu lugar para Fábio Paulista. 


Durante a tarde, Nata, porém, piorou da gripe e passou a preocupar. Por sinal, os médicos do Leão consideram o pequeno surto do vírus que atingiu o Baenão como normal. “Pelo nosso clima, jogadores estão treinando sob o sol forte e o contato diário. É normal”, pondera o médico Ricardo Ribeiro.


CASO BRANCO


No Tribunal de Justiça Desportiva do Pará, a diretoria jurídica do Remo entrou com uma liminar para o atacante Branco jogar o clássico Re-Pa. A medida cautelar foi encaminhada diretamente ao presidente do TJD-PA e ele definirá a situação. O próprio presidente do clube, Sérgio Cabeça, assina o protocolo. A decisão deve sair hoje. Por conta disso, o nome de Branco está incluso na relação que foi para concentração. Se tudo der certo, há chances de Branco ser um dos titulares da equipe.


(Diário do Pará)

Conteúdo Relacionado


0 Comentário(s)

MAISACESSADAS