Edição do dia

Edição do dia

Leia a edição completa grátis

Previsão do Tempo
28°
cotação atual R$

Esporte / Parazão

Parazão

Lusa ligada nos bastidores

quarta-feira, 10/04/2013, 07:11 - Atualizado em 10/04/2013, 07:11 - Autor:


A confusão causada pela paralisação do campeonato continua afligindo a todos os envolvidos no que mais parece ser uma disputa de forças entre a Federação Paraense de Futebol (FPF) e o Santa Cruz de Cuiarana. Quem está de olhos bem abertos para a situação é a Tuna Luso Brasileira, que pode ser afetada pelo pedido de impugnação da partida entre o Santa Cruz e o Paysandu na sétima rodada do segundo turno do Parazão. A equipe do Souza possui 10 pontos na classificação, o mesmo que o Tigre do salgado, mas em caso de anulação da partida, um simples empate bastaria para que os tunantes fiquem de fora das semifinais e acabem rebaixados para fase de acesso do Campeonato. No que depender da diretoria do clube, isso não vai acontecer.


O presidente da Tuna, Fabiano Bastos, já avisou que não pensará duas vezes antes de entrar na Justiça Desportiva caso a equipe venha a ser prejudicada com uma possível eliminação da semifinal do Campeonato Paraense. “Tudo que tenho visto até agora é apenas falatório. Mas se a Tuna realmente sofrer algum tipo de prejuízo, com toda a certeza vou procurar defender os direitos do clube, pois essa é minha obrigação como presidente. Caso haja a concretização de qualquer ato que prejudique a Tuna Luso, acionaremos o departamento jurídico do clube. Não sei quem gerou essa confusão e nem quero me meter, essa é uma questão que não foi criada por nós aqui da Tuna” afirmou o presidente.


Apesar da paralisação, a Tuna ainda não teve grande prejuízo financeiro por conta da suspensão do campeonato. O problema é a quebra de ritmo nos jogadores, que estão sem jogar desde o dia 28 de março. “Pode ser que isso afete a parte técnica da equipe, que vinha num determinado ritmo dentro da competição e, de repente, teve de ficar apenas treinando”, afirmou Fabiano.


Há prejuízo financeiro e técnico


A paralisação do Campeonato Paraense 2013 vai se alongando e os efeitos do fato sobre os times que deveriam jogar as semifinais fica cada vez maior. Sentindo na pele os problemas, o Paragominas Futebol Clube cogita marcar amistosos enquanto nenhuma data para os jogos da semifinais é definida. Pelo lado técnico, a equipe perde a preparação feita e isso pode se tornar uma grande preocupação caso a interrupção siga por um período maior. Na visão da diretoria, o principal problema é o lado financeiro. Assim a luz de alerta começa a piscar na Arena Verde.


Para Charles Guerreiro, técnico da equipe, marcar amistosos é apenas uma medida para evitar a falta de jogo, mas mesmo assim não soluciona o problema. “A minha preocupação com os possíveis amistosos é o nível do futebol que vamos encontrar. Não podemos jogar dois ou três jogos com equipes menores e achar que nosso nível está bom. Podemos perder um pouco da base de comparação que ganhamos no Campeonato Paraense”, afirmou Charles Guerreiro.


Eduardo Lima, diretor de futebol do PFC, ressalta a falta de dinheiro que a paralisação gerou. “Nós já contamos com o dinheiro que essa partida poderia trazer e que seria fundamental para o clube. Nós ainda tivemos que bancar a alimentação do nosso elenco no translado de ida e volta para Belém por nada, por conta dessa suspensão”, afirmou o diretor.


(Diário do Pará)

Conteúdo Relacionado


0 Comentário(s)

MAISACESSADAS