Edição do dia

Edição do dia

Leia a edição completa grátis

Previsão do Tempo
30°
cotação atual R$

Esporte / Parazão

Parazão

STJD paralisa Parazão, diz advogado do Santa Cruz

sexta-feira, 05/04/2013, 21:08 - Atualizado em 05/04/2013, 21:10 - Autor:


O advogado do Santa Cruz de Cuiarana, André Cavalcante, afirmou ao DOL que o Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD) expediu na noite desta sexta-feira (5) uma medida cautelar que paralisa o Campeonato Paraense 2013.


A decisão foi tomada pelo presidente do STJD, Flávio Zveiter, que determinou a suspensão da competição estadual até que o mandado de garantia e o pedido de impugnação da partida contra o Paysandu, feito pelo Santa Cruz de Cuiarana, sejam julgados pelo Tribunal de Justiça Desportiva do Pará (TJD-PA).


André Cavalcante também afirmou que foi “muito fácil” conseguir a decisão no STJD. “As decisões do presidente do Tribunal de Justiça Desportiva do Pará (Antônio Barra Brito) foram tão absurdas que não foi difícil conseguirmos derrubar as decisões deles que impediam que nossas solicitações fossem julgadas. Eles fecharam os olhos para os direitos líquidos e certos que o Santa Cruz tem nos dois pedidos que fizemos”, desabafou o advogado.


Ainda segundo Cavalcante, se a Federação Paraense de Futebol (FPF) descumprir a decisão estará sujeita a várias punições “nas esferas desportiva e administrativa”, declarou.


A reportagem do DOL tenta contato com os diretores da FPF para saber a posição oficial da entidade.


SEM LAUDOS


O Ministério Público do Pará também propôs que o campeonato fosse paralisado, porque a FPF não teria entregado os laudos técnicos que comprovam as condições de segurança dos estádios Mangueirão e Francisco Vasques ao órgão.


O artigo 23 do Estatuto do Torcedor determina: “A entidade responsável pela organização da competição apresentará ao Ministério Público dos Estados e do Distrito Federal, reviamente à sua realização, os laudos técnicos expedidos pelos órgãos e autoridades competentes pela vistoria das condições de segurança dos estádios a serem utilizados na competição”.


(Felipe Melo/DOL)

Conteúdo Relacionado


0 Comentário(s)

MAISACESSADAS