Edição do dia

Edição do dia

Leia a edição completa grátis

Previsão do Tempo
28°
cotação atual R$

Esporte / Parazão

Parazão

Paragominas e Tuna: chances de chegar à final

domingo, 31/03/2013, 10:30 - Atualizado em 31/03/2013, 10:34 - Autor:


Do Campeonato paraense de 2011 para o deste ano, muito mudou no cenário local do futebol. Acostumados com seus times sempre em destaque, os torcedores da capital viram uma inédita ascensão do interior do Estado e, por dois anos consecutivos, Belém perdeu a chance de ficar com a taça do Estadual.


Independente de Tucuruí e Cametá pareciam ser os novos nomes de uma mudança da estrutura regional que colocava Remo e Paysandu em um pedestal inalcançável diante das outras equipes. Mas a chama do interior pareceu fogo de palha quando os campeões mostraram um futebol abaixo do normal no ano seguinte aos respectivos títulos. Além disso, a capital parece ter despertado e o que se vê em 2013 são duas equipes competitivas, além da Tuna, que deixou de ser uma águia para se tornar uma fênix e renascer das cinzas no segundo turno.


Mas as esperanças interioranas não foram perdidas. Mais novo time do Pará, o Paragominas chamou a atenção dos grandes clubes pela rápida caminhada até o topo do futebol, sendo o atual favorito para o título do segundo turno.


Se você perguntasse a qualquer um quem era Paragominas Futebol Clube há exatamente um ano atrás, ninguém saberia lhe responder com precisão. Nesta mesma data, em 2012, o Jacaré tinha menos de um mês de vida e ainda não havia figurado em competições oficiais do Estado. Não demorou muito para que essa situação fosse logo modificada.


Participando da Segundinha, o clube conseguiu se sagrar campeão com o melhor ataque da competição, o que lhe garantiu o direito de ir para a fase de acesso do Parazão.


Mais uma vez, o Paragominas mostrou um futebol competitivo, conseguiu ir à elite do futebol paraense, mas desta vez atrás do Santa Cruz de Cuiarana.


No Parazão muitos esperavam que o novato não conseguisse manter a banca imposta nas campanhas anteriores, é o que geralmente se espera, por conta da disparidade entre os times das competições menores. Mas o Jacaré não fez feio e mais um vez esteve entre os quatro primeiros colocados, garantindo vaga nas semifinais do primeiro turno.


Mesmo caindo diante do Clube do Remo, o Jacaré do Norte não se deixou abalar e voltou com tudo para o segundo turno, onde acabou em primeiro colocado.


Com vantagens sobre todos os adversários, o Paragominas tem tudo para começar a caminhada que pode torná-lo membro integrante da história e da elite do futebol paraense. Mas, para isso, existe ainda um longo caminho pela frente, muito maior do que classificações em quadrangulares. E isso somente o tempo e o futebol do PFC poderá fazer.

Tuna quer voltar às conquistas

Detentora de 10 títulos estaduais e 18 vice-campeonatos, a Tuna Luso Brasileira é definitivamente uma das maiores agremiações do futebol paraense. Reveladora de vários craques e dona de feitos marcantes em nível nacional, a centenária agremiação viu seu prestígio, aos poucos, começar a diminuir dos anos 90 para cá.


Entre 1991 e 2012, a Águia chegou apenas cinco vezes na final do Campeonato Paraense, e teve que aguentar longos períodos sem vitória em clássico, o que fez alguns torcedores começarem a menosprezar o clube e deixar de considerar o ‘Pa-Tu’ e ‘Re-Tu’ clássicos. Este ano caminhava para ser mais um ano pouco glorioso, mas a arrancada no segundo turno colocou a equipe dirigida por Cacaio entre a glória e o desespero.


Nas semifinais, o time pode tanto ser rebaixado quanto ser campeão do segundo turno. Cacaio afirma que não tem predileção e que o objetivo é um só – Vencer. “Vencendo conquistaremos, seja um título ou a vaga na elite, o que já é um grande feito, considerando as dificuldades que encontramos aqui. Temos um elenco de apenas 20 atletas, tivemos que improvisar jogadores praticamente em todas as rodadas”, comentou o treinador.


(Diário do Pará)

Conteúdo Relacionado


0 Comentário(s)

MAISACESSADAS