Edição do dia

Edição do dia

Leia a edição completa grátis

Previsão do Tempo
26°
cotação atual R$

Esporte / Parazão

Parazão

Parazão teve 15 jogos decididos por WO na história

sexta-feira, 29/03/2013, 20:33 - Atualizado em 30/03/2013, 03:50 - Autor:


Mais um fato raro entrou para a história do Campeonato Paraense de Futebol. Na quarta-feira (27), o Santa Cruz perdeu para o Paysandu por WO, porque não foi ao Mangueirão por discordar do local da partida marcado pela Federação Paraense de Futebol (FPF). Foi apenas o 15º WO em 101 edições do Parazão, justamente na primeira participação do time de Cuiarana na principal fase do certame estadual. E curiosamente o Paysandu participou de onze das quinze disputas decididas por WO.


A última vez que aconteceu um resultado por WO no Campeonato Paraense foi há onze  anos. Em 2002, o São Raimundo esperou pelo Castanhal, que não apareceu no estádio Colosso do Tapajós e acabou derrotado.


Já o primeiro WO da história do futebol paraense, segundo o livro Parazão Centenário, do historiador Ferreira da Costa, foi em 1919, em um Re-Pa. O regulamento daquela época permitia que o time desistente informasse até um dia antes da partida que não jogaria. Foi o que fez o Paysandu, no dia 5 de outubro. O Clube do Remo venceu por WO e conquistou o heptacampeonato, que até hoje é a maior série de conquistas da história do estadual.


Um ano depois, o campeonato de 1920  teve nada menos que três resultados por WO, com vitória do Paysandu nas três ocasiões. O Papão venceu o Nacional (clube extinto), o Remo e a Tuna Luso por WO. Com 100% de aproveitamento, o Paysandu conquistou seu primeiro título estadual.


Em 1924, em mais um Re-Pa, os jogadores do Paysandu se recusaram a jogar porque, segundo o livro, eles exigiam que a renda da partida fosse dividida. Como isso não aconteceu, o Remo venceu por WO. Vinte e três anos depois, em 1947, mais uma vez o Paysandu ganhou por WO. A vítima foi o Transviário, outro time extinto, que passava por crise financeira e por isso não jogou. Já em 1955, a Tuna venceu o Armazenador, que também já não existe mais, por WO. O time desistente avisou com antecedência à federação que não iria ao jogo.


Em 1968, o extinto Sacramenta bateu o Sport Belém por WO. Mas, o WO mais polêmico da história do futebol paraense foi em 1976. A FPF havia marcado a partida entre Remo e Paysandu para o dia 4 de agosto. Porém, o governador do Estado daquela época, Aluísio da Costa, queria que o jogo acontecesse um dia depois. A diretoria do Remo não aceitou a mudança de data e decidiu que não iria a campo no dia determinado pelo Estado. Já o Paysandu ficou concentrado, foi para o jogo e venceu por WO.


No Parazão de 1981, a Tuna derrotou o Pinheirense por WO. Em 1988, assim como em 1920, a competição teve três WO. Mais uma vez, o Paysandu participou das três partidas. Os bicolores tiveram um problema com a FPF. Insatisfeito, o Paysandu não participou do triangular final e perdeu por WO para a Tuna, o Remo e o Pinheirense. Com isso, a Águia do Souza disparou na tabela de classificação e chegou ao 10º e último título conquistado pela Águia do Souza.


O WO mais recente, a vitória do Paysandu sobre o Santa Cruz, eliminou a equipe de Cuiarana do Parazão 2013. No entanto, a diretoria do clube promete brigar na Justiça Desportiva e, se for necessário, levar o caso até a Justiça Comum para reverter a situação e voltar à disputa do campeonato.


Confira todos os WO da história do Parazão:


05/10/1919 – Remo WOx0 Paysandu


03/10/1920 – Paysandu WOx0 Nacional


28/11/1920 – Paysandu WOx0 Remo


01/01/1921 – Paysandu WOx0 Tuna


31/08/1924 – Remo WOx0 Paysandu


13/07/1947 – Paysandu WOx0 Transviário


29/12/1955 – Tuna WOx0 Armazenador


27/03/1968 – Sacramenta WOx0 Sport Belém


05/08/1976 – Paysandu WOx0 Remo


15/11/1981 – Tuna Luso WOx0 Pinheirense


03/11/1988 – Paysandu 0xWO Remo


09/11/1988 – Paysandu 0xWO Pinheirense


17/11/1988 – Tuna WOx0 Paysandu


02/06/2002 – São Raimundo WOx0 Castanhal


27/03/2013 – Santa Cruz 0xWO Paysandu


(Jorge Luís Rodrigues/DOL)

Conteúdo Relacionado


0 Comentário(s)

MAISACESSADAS