Edição do dia

Edição do dia

Leia a edição completa grátis

Previsão do Tempo
28°
cotação atual R$

Esporte / Parazão

Parazão

Sinomar Naves aguarda desfecho de impasse

sexta-feira, 29/03/2013, 07:49 - Atualizado em 29/03/2013, 07:49 - Autor:


O dia seguinte às agitações de quarta-feira nos bastidores do Campeonato Paraense foi de sentar e esperar a poeira baixar para o Santa Cruz de Cuiarana. Após o não comparecimento ao jogo contra o Paysandu, que lhe custou uma derrota por 3 a 0 como punição por W.O., a equipe da região do Salgado reiterou que deve recorrer da ação indeferida no Tribunal de Justiça Desportiva (TJD) pelo presidente do órgão, Antônio Barra Brito, bem como devem apresentar ações na justiça comum, visando a paralisação da competição. “Vamos até a FIFA se for o caso para valer nossos direitos”, afirmou o presidente da agremiação de Salinópolis, José Maia, o Zezinho.


O desejo de recorrer, no entanto, esbarrou em uma dificuldades de calendário. Com a proximidade do feriado de Páscoa, Federação Paraense de Futebol, Tribunal de Justiça Desportiva e repartições públicas entram em regime de feriado e fica impossível ajuizar ações. “Qualquer ação que tomarmos será lançada na segunda-feira (1º), após o feriado. No momento, nosso advogado, André Cavalcante, está aguardando que a Federação publique a súmula da partida para verificar as ações a tomar”. Até o fechamento da edição, nenhuma súmula referente à sétima rodada havia sido disponibilizada no site da federação.


COMPETIÇÃO


Apesar do placar de W.O., o Santa Cruz não fica automaticamente eliminado da competição, ao menos até o julgamento da súmula pelo TJD. “Nossa posição, em caso de classificação, é de jogar as partidas, porém, sem desistir da ação. O que não concordamos, desde o princípio, foi com o desmembramento da rodada e possibilidade de combinações de resultados. Caso nossa ação consiga a paralisação do campeonato, vamos parar e retornar após a resolução da questão”, afirma Zezinho.


Para o caso da tabela prever novo encontro entre Paysandu e Santa Cruz, o dirigente tem uma posição bastante positiva. “Se tivermos de enfrentar o Paysandu novamente jogaremos e jogaremos onde for. Não temos, nem nunca tivemos, problema de jogar no Mangueirão no nosso mando de jogo. Nossa reclamação sempre foi contra o desmembramento da rodada”, disse Zezinho.


(Diário do Pará)

Conteúdo Relacionado


0 Comentário(s)

MAISACESSADAS