Edição do dia

Edição do dia

Leia a edição completa grátis

Previsão do Tempo
28°
cotação atual R$

Esporte / Parazão

Parazão

Remo e Águia farão jogo emocionante no Mangueirão

quinta-feira, 28/03/2013, 06:07 - Atualizado em 28/03/2013, 06:07 - Autor:


Muita gente se pergunta: o que se faz em uma partida de futebol? Para alguns, é uma diversão. Vivem, respondem outros. E sofrem, alegam tantos outros. Na partida de hoje, entre Clube do Remo e Águia de Marabá, todos esses sentimentos entrarão em campo, a partir das 20h30, no Estádio Mangueirão. Até antes do jogo, as sensações já eram comuns. 


Até a tarde de terça-feira, o embate tinha endereço certo: o estádio Baenão, lar do Leão. Sabe-se que lá, mesmo com transtornos de arquibancadas ruins e banheiros impróprios, é o lugar em que a torcida azulina se sente bem. Mas. a Vigilância Sanitária tocou na ferida e disse que os laudos dos órgãos estavam vencidos. Jogo transferido para o Mangueirão. E logo no momento mais importante para as pretensões do Filho da Glória e do Triunfo. Quanto sofrimento para assistir a partida derradeira. 


E por falar em “Glória e Triunfo”, é o que Remo, acompanhado de sua apaixonada torcido, precisa provar, independente de estádio. Para se classificar, só um resultado interessa: a vitória. Se perder, o clube pode ficar mais um ano sem série. Por isso mesmo, os últimos dias na Toca do Leão foram de treinos, concentração e motivação. Além de deixar equipe mais ofensiva no retorno ao 4-4-2, o técnico Flávio Araújo irá passar um vídeo motivacional aos seus atletas, com mensagem de familiares e palavras de incentivo, horas antes do jogo. O Remo chega vivendo o futebol em todos os aspectos.


Já o Águia de Marabá quer sobreviver na elite do Parazão. Tem uma missão delicada: está em último na classificação geral. Mas, frente a difícil tarefa, fontes extra-oficiais de Marabá, já dizem que cair para a segundinha poderia até ser um bom negócio, pois, no final das contas, o Azulão passaria o ano todo em competições, com a Copa do Brasil, Série C e a segundinha a partir de novembro. Seria uma diversão? O técnico João Galvão, por sua vez, garante o time pra frente e diz: “vai vencer quem tiver mais nervos”. Enfim, torcedor, hoje é dia de se divertir, viver e sofrer. Hoje é dia da emoção do futebol.


Danilo Galvão, teu pai quer mais gols!


O Águia comemora pelo menos um dado positivo. Até o momento Danilo Galvão é o artilheiro da equipe somando sete gols na competição. E é baseado nessa premissa que o técnico João Galvão trabalha. “O Danilo é um jogador esforçado, que está atravessando uma fase muito boa e com certeza é uma esperança de gols para o time. Ele tem mostrado cabeça no lugar e agora é passar isto para todos do grupo”, comentou o treinador, falando sobre o seu filho.


Galvão sabe da importância do jogo contra o Clube do Remo, esta noite. Segundo ele, “este é um jogo que quem tiver mais nervo, ganha”. Para completar a situação, alguns jogadores do Águia não atuarão. O atacante Wando é dúvida. O zagueiro Edkléber sentiu a perna direita e não atuará neste jogo e o meia Carlinhos sentiu o estômago e também não viajará. E Diogo levou o terceiro cartão amarelo e não atuará.


Mesmo diante de tantas situações adversas, o elenco do Águia está motivado e o que se houve nos bastidores do Azulão são frases de otimismo. Com o WO do jogo entre Paysandu e Santa Cruz e o empate entre Cametá para o São Francisco, o Águia precisa dos três pontos para brigar contra o rebaixamento à Segunda Divisão do Camepeonato Paraense, pois somará.


Capela, o Leão precisa do teu futebol! 


Depois da mudança de sistema tático, com a tentativa de emplacar a dupla Thiago Galhardo e Clébson na armação de jogadas, há uma nova cartada do técnico Flávio Araújo para tentar dar ordem ao meio de campo. Petter Barros, mais conhecido no futebol como Diogo Capela, é a aposta. 


Capela atuou cerca de 30 minutos contra o São Francisco e, na visão de Flávio Araújo, foi um dos jogadores que se salvou durante a derrota para os santarenos. Como prêmio, o meia ganha a chance de mostrar seu futebol em 90 minutos. “Procurei fazer o meu trabalho nos treinamentos e no jogo que entrei. Acredito que contra o São Francisco fui bem mesmo não tendo conseguido evitar a derrota da nossa equipe, mas isso é passado e agora espero que o professor Flávio (Araújo, treinador do Remo) possa me dar uma chance neste jogo. Estou 100% fisicamente e preparado para ajudar o time em busca da vitória”, confia Capela, que atuou como titular nos dois treinos.


Natural da cidade de Capela (daí o apelido), em Alagoas, o atleta também é um dos que concorda que o fator psicológico será fundamental. “É uma decisão e, com certeza, vamos precisar de tranquilidade para sair dessa situação de três derrotas (consecutivas). Precisamos de uma vitória e a classificação”.


Leão versão agressivo... Ativar!


Inspiração. É isso que o Clube do Remo procurou nos seus últimos três jogos, sem sucesso. Hoje, na quarta tentativa, o técnico Flávio Araújo apela para o lado emocional de seus jogadores. Um vídeo motivacional será exibido aos atletas momentos antes de entrarem em campo. Nos últimos três jogos, o Remo pareceu abalado.


Para hoje, está valendo tudo na última chance de reabilitação, incluindo, deixar o setor defensivo menos desprotegido, atitude pouco comum de Flávio Araújo, mais adepto da cautela ao invés da agressividade. Mas, como se trata do jogo decisivo, Flávio não só assumiu o sistema com dois meias, como coloca um estreante como titular. Diogo Capela deve começar jogando ao lado de Thiago Galhardo com a missão de alimentar o setor ofensivo da equipe, com Fábio Paulista e Leandro Cearense. Nos últimos três jogos, o entrosamento dos dois setores, por sinal, foi pífio.


O Leão tem dois desfalques. O meio de campo também ganha o volante Nata, cobrindo vaga deixada por Jhonnathan, suspenso. Outro que não joga pelo mesmo problema é o zagueiro Henrique. Flávio Araújo testou Rech e Mauro. Um dos dois deve ser confirmado na escalação que só irá ser confirmada momentos antes do jogo.


(Diário do Pará)

Conteúdo Relacionado


0 Comentário(s)

MAISACESSADAS