Edição do dia

Edição do dia

Leia a edição completa grátis

Previsão do Tempo
25°
cotação atual R$

Esporte / Parazão

Parazão

Preparador físico do Paysandu é acusado de racismo

terça-feira, 12/03/2013, 22:54 - Atualizado em 12/03/2013, 23:11 - Autor:


Após o empate entre Águia e Paysandu, em 2 a 2, no estádio Zinho Oliveira, o preparador físico bicolor, Wellington Vero, foi levado para a delegacia de Marabá por acusação de racismo. Segundo informações da polícia responsável pela segurança da partida, Vero direcionou um comentário racista a um dos funcionários do estádio.


Esta é a segunda vez que o preparador físico do Papão se envolve em uma polêmica de racismo. Em 2008, após uma partida contra o Castanhal, pelo Parazão daquele ano, Wellington Vero foi detido pela Polícia Militar pelo mesmo motivo. Acusado de injúria racial, Vero foi levado para a delegacia por injúria qualificada, porque teria dito palavras de cunho racista contra o gandula Cézar Espírito Santo de Souza, de 23 anos, que trabalhava durante a partida.


Segundo o Artigo 140 do Código Penal, injuriar alguém, ofendendo-lhe a dignidade ou o decoro, pode resultar em prisão que vai de um a seis meses ou multa. Neste momento, Wellington Vero está na delegacia prestando depoimento.


(DOL)

Conteúdo Relacionado


0 Comentário(s)

MAISACESSADAS