Edição do dia

Edição do dia

Leia a edição completa grátis

Previsão do Tempo
28°
cotação atual R$

Esporte / Parazão

Parazão

Torcida não abandona o Leão no dia seguinte

terça-feira, 05/03/2013, 02:51 - Atualizado em 05/03/2013, 02:51 - Autor:


Ao terminar a partida de domingo contra o Paysandu, que culminou na primeira derrota e na perda do título da Taça Cidade de Belém, a torcida do Clube do Remo não arredou o pé do Mangueirão. De lá, das arquibancadas, eles não acreditavam no que viam. Mesmo assim, ao invés de vaias, a torcida cantou o nome do time. O ato impressionou o elenco, formado pela grande maioria de aletas de fora do Estado. Mas, eles ainda veriam mais. Ontem, um dia após a tarde fatídica, a torcida azulina confirmou o seu amor incondicional pelo Mais Querido.


Na reapresentação, um grupo de torcedores esteve no Baenão aplaudindo a equipe. “Todos ficaram emocionados. Como falei na conversa com nossa comissão técnica, isso foi só uma batalha que perdemos e o apoio está aqui. A guerra vai começar agora”, afirma Zeca Pirão, vice-presidente do Remo. Chateado com a derrota do primeiro turno, Pirão prometeu a “volta por cima”. “Quero dizer ao torcedor que fique tranquilo e não deixem de apoiar. E eu particularmente, que sou apaixonado pelo Remo, que frequento e vejo os jogadores todos os dias, garanto que o Remo vai dar a volta”, prometeu. 


SILÊNCIO E BANANA


Além da confiança de torcedores e diretores, o Leão teve seu ego ferido com várias declarações provocativas, por parte dos bicolores, ao final da partida de anteontem. Vanderson, Diego Bispo e Yago Pikachu tiraram “onda” com os azulinos. Pikachu foi além. Após o apito final, foi em direção à torcida do Remo e fez gesto de silêncio. Na hora, o atacante Branco foi um dos que ficaram mais revoltados e partiu para as vias de fato, mas foi contido. Ontem, o zagueiro Henrique comentou a respeito do incentivo da torcida e da atitude do lateral do Papão. “Não admito esse desrespeito do senhor Pikachu, que não teve uma atitude de profissional, por ter dado banana para o nosso banco (de reservas) e mexido com nossa torcida. Nenhum jogador nosso fez isso e ele também não podia fazer”, disse indignado.


Por meio do seu perfil no Twitter, o jogador do Paysandu, respondeu que “não fez com a intenção de provocar”. “Se for pra pedir desculpa eu peço. A intenção não foi fazer ‘graça’ com a torcida de vocês”, disse ele a um torcedor, depois de ser indagado pela atitude.


Caras novas na área azulina


Após a perda do título do primeiro turno, a diretoria do Clube do Remo divulga a contratação de dois jogadores. O primeiro se trata meia Petter, mais conhecido como Diego Capela, de 26 anos. Ele estava no Parnahyba (PI). O segundo contratado será anunciado hoje pela manhã, avisa Zeca Pirão, vice-presidente do Remo.


“Fechamos com o Diogo Capela. É um meia-esquerda de muita habilidade. Amanhã (hoje), até às 11h, vamos anunciar a nossa segunda contratação, que também é um meio-campo. É uma grande contratação de nível “A” que estamos trazendo”, diz Pirão, que garante não se tratar de Thiago Potiguar. 


“Para ele (Potiguar) ser liberado, eles (Corinthians- AL) estavam esperando outro meia chegar, o que até hoje não aconteceu e o prazo para inscrição de novos jogadores na federação termina amanhã (hoje)”, explica Pirão. 


Mesmo com a vinda de mais dois jogadores, o vice-presidente azulino assegura que não acontecerão cortes no elenco.


(Diário do Pará)

Conteúdo Relacionado


0 Comentário(s)

MAISACESSADAS