Edição do dia

Edição do dia

Leia a edição completa grátis

Previsão do Tempo
27°
cotação atual R$

Esporte / Parazão

Parazão

Remo treina sob a chuva de Castanhal

sexta-feira, 01/03/2013, 04:12 - Atualizado em 01/03/2013, 04:12 - Autor:


O técnico Flávio Araújo bem que tentou fugir da chuva de Belém, mas não conseguiu. No primeiro dia de treinamentos em Castanhal, as águas desabaram do céu e o treinador teve que se conformar com ela e com alguns desfalques.


O volante Jhonnhatan ficou em Belém realizando exames médicos; o atacante Leandro Cearense e o lateral-esquerdo Walber estiveram em julgamento no Tribunal de Justiça Desportiva do Pará (TJD-PA), acompanhados do atacante Fábio Paulista e do zagueiro Carlinho Rech, que serviram de testemunhas dos companheiros. O zagueiro Mauro ainda teve que fazer trabalho à parte, pois ainda sente uma dor na coxa esquerda e começa a ser dúvida. Ontem, o volante Alan Peterson foi quem tomou o seu posto.


Contudo, nada disso impediu Flávio Araújo de realizar o primeiro coletivo no novo local de trabalho. Cerca de quarenta minutos de coletivo e mais trinta de treinos de bola parada, como sempre ocorre. Com as cinco ausências, o treinador azulino teve que improvisar a equipe titular, que foi formada da seguinte maneira: Fabiano, Zé Antônio, Henrique e Alan Peterson; Rodrigo Guerra, Nata, Gerônimo, Thiago Galhardo e Berg; Branco e Val Barreto.


Os titulares venceram por 2 a 0, com os dois gols sendo marcados por Branco. O lateral-esquerdo Berg gostou do treinamento, mesmo com todas as modificações na equipe titular que ele é acostumando a jogar. “Foi um trabalho bom. O elenco é grande e os jogadores que entram, correspondem à altura. Infelizmente veio a chuva, mas a gente tem que estar preparado para tudo”, comentou Berg.


Dupla azulina ‘pulou uma fogueira’


O Clube do Remo foi feliz na tarde de ontem, no Tribunal de Justiça Desportiva do Pará (TJD-PA). O atacante Leandro Cearense e o lateral-direito Walber estão livres para disputar o Re-Pa final da Taça Cidade de Belém, no próximo domingo. O primeiro teve o seu julgamento adiado e o segundo foi punido com a pena mínima de um jogo, já cumprido na primeira partida da semifinal contra o Paragominas.


Leandro teve seu julgamento adiado para a próxima semana, mas ainda sem uma data específica. O motivo foi a alegação de “ampla defesa” pedida pelo advogado do Leão, Luiz Neto, em virtude da alteração de última hora no artigo em que o atleta seria julgado. “Esta mudança me deu o direito de pedir o adiamento do julgamento para preparar uma nova defesa. Eu fiz por questão de ordem e de direito. E o julgamento foi adiado, por três votos a dois, para a próxima sessão, que deve ser na quinta-feira (7)”, explicou Luiz Neto.


Já Walber sofreu apenas advertência. O advogado do Mais Querido utilizou imagens do jogo para comprovar que o carrinho aplicado pelo atleta azulino foi lateral e não frontal como o árbitro colocou na súmula, e que o goleiro do Águia – que foi atingido – continuou em campo normalmente. “Com o que mostramos, não teria como aplicar uma multa mais severa”, defendeu o advogado.


Foi só um susto, está vendo só, Jhonnathan?


Depois de ter conseguido duas vitórias no Tribunal de Justiça Desportiva do Pará (TJD-PA), o Clube do Remo teve o seu dia contemplado com outra boa notícia ao final do dia: o volante Jhonnathan passou por exames médicos com Ricardo Ribeiro, médico do Remo, que não constatou nada de grave no atleta. Ele foi liberado e viaja na manhã de hoje para Castanhal. Na parte da tarde, o volante deve voltar para seu posto de titular na equipe ao lado de Gerônimo.


“Conversei com Ricardo (Ribeiro) e ele me passou que está tudo bem com o atleta”, confirmou Jorge Silva, médico que está acompanhando a delegação em Castanhal. O médico tranquilizou a respeito de outro jogador lesionado, o zagueiro Mauro. Segundo Jorge Silva, ter poupado o atleta do treino de ontem faz parte do planejamento. “Amanhã (hoje) iremos liberá-lo para trabalhar com bola”, adianta.


(Diário do Pará)

Conteúdo Relacionado


0 Comentário(s)

MAISACESSADAS