Edição do dia

Edição do dia

Leia a edição completa grátis

Previsão do Tempo
30°
cotação atual R$

Esporte / Parazão

Parazão

Flávio Araújo não entrega segredos

sábado, 23/02/2013, 05:50 - Atualizado em 23/02/2013, 06:25 - Autor:


A 48 horas do primeiro jogo da final da Taça Cidade de Belém contra o Paysandu, o técnico Flávio Araújo abriu mão de fazer mais um coletivo, mas não de fazer mistério a respeito dos onze titulares que entrarão em campo esse domingo, no Mangueirão. “Nos ainda temos o período de concentração para pensar melhor, com mais calma, e saber quem a gente pode iniciar no time ou não”, disse Flávio Araújo, ao final da tarde de ontem, no Baenão.


Segundo o treinador, duas dúvidas pairam em sua cabeça. E, em se tratando de Re-Pa decisivo, toda surpresa é válida. “Podemos fazer duas mudanças na equipe. Mas, não vou falar as posições, porque, senão, todos irão saber. E a surpresa é uma arma válida em clássicos”, explicou Araújo, que concorda com o mistério feito também por Ricardo Lecheva, técnico do Paysandu, que fechou parte do treino de ontem, em Ananindeua. “Se tivéssemos um CT (centro de treinamento), eu também fecharia os portões. Toda surpresa que o adversário lança é interessante para nós”, comentou. 


A opção em não fazer mais um trabalho coletivo foi estratégica. O comandante azulino não queria colocar nenhum atleta em risco às vésperas do jogo mais importante até o momento. Além disso, o treinador se disse satisfeito com o que viu nos três coletivos ao longo da semana. “O coletivo se assemelha muito a um jogo normal. Tem muito contato, então, procuro, nas sextas-feiras que antecedem esses jogos decisivos, sempre fazer um trabalho técnico e táctico. Fizemos bons trabalhos coletivos essa semana, com os dois times se entregando. Então, estamos bem preparados para domingo”, acredita o treinador.


(Diário do Pará)

Conteúdo Relacionado


0 Comentário(s)

MAISACESSADAS