Edição do dia

Edição do dia

Leia a edição completa grátis

Previsão do Tempo
25°
cotação atual R$

Esporte / Parazão

Parazão

Bicolores prometem garra em clássico contra o Remo

sexta-feira, 22/02/2013, 02:48 - Atualizado em 22/02/2013, 02:48 - Autor:


Até a decisão do primeiro turno, o Paysandu segue como a equipe mais ofensiva do campeonato. Foram 26 gols marcados em oito jogos, o ataque mais arrasador, com 17 gols. Toda a pompa ofensiva, contudo, não elimina algumas correções necessárias mais atrás. É nelas que o time vem trabalhando pela melhoria, mas, na visão dos jogadores, o time precisa, além disso, de um pouco mais de garra, algo que pode ter custado a derrota no primeiro clássico.


“(Faltou) um pouquinho mais de vontade. Apesar da derrota, nós conseguimos manter o ritmo de jogo, criamos muito. Dentro da proposta de jogo deles, eles foram felizes, mas a gente não deixou de jogar. É só encurtar os espaços, não dar contra-ataques, que vamos conseguir vencer”, entende o meia Eduardo Ramos, com a ideia similar à do companheiro Vanderson, embora a estrutura tática do time não deva sofrer grandes mudanças. “Serve de lição pra gente, mas não vamos mudar a nossa característica de jogo. A nossa forma de jogar é ter posse de bola nos pés, com jogadores habilidosos. Uma hora a força tem que prevalecer porque o campo fica pesado, a técnica fica de lado e vai na garra, principalmente por ser um Re-Pa”, completa o capitão do time.


Das lições do primeiro Re-Pa, segundo o próprio, tudo está sendo devidamente ajustado e o Paysandu que pisar no gramado do Mangueirão saberá exatamente como o adversário funciona. “Nós aprendemos muito, não conhecíamos a forma do Remo jogar. Alguns jogadores são conhecidos, e estamos preparados para não sermos surpreendidos. O Lecheva está trabalhando, observando os jogos do Remo para nos instruir”, conclui.


Leia mais no Diário do Pará.

Conteúdo Relacionado


0 Comentário(s)

MAISACESSADAS