Edição do dia

Edição do dia

Leia a edição completa grátis

Previsão do Tempo
28°
cotação atual R$

Esporte / Parazão

Parazão

Bicolores preferem jogar na Curuzu

sábado, 09/02/2013, 07:05 - Atualizado em 09/02/2013, 07:06 - Autor:


Depois da classificação garantida na vice-liderança, o Paysandu já concentra suas forças no próximo adversário. Depois do técnico Lecheva e o volante Vanderson terem elogiado a evolução tática do São Francisco, chegou a vez de colocar o time em campo com a missão de devolver o empate incômodo conquistado dentro da Curuzu, na estreia bicolor no estadual, por 2 a 2. O primeiro jogo das semifinais entre as equipes está marcado para a próxima quarta-feira (13), em Santarém, e a volta no sábado (16), em Belém.


E justamente esse retorno que parece chamar mais a atenção do elenco. Entre os jogadores, há um consenso quase unânime de que jogar na Curuzu é melhor do que o Mangueirão. Tudo porque, segundo os próprios, o Leônidas Castro tem, além de ser a casa tradicional da fiel bicolor, possibilita um jogo mais corrido, com o elenco adaptado ao gramado, por sinal, muito elogiado.


“Eu prefiro jogar na Curuzu, onde a gente treina. Eu prefiro lá do que no Mangueirão, onde treinamos poucas vezes”, opina o meia Djalma. O entrosamento que serve de justificativa é válido se considerarmos o último jogo do Papão no Olímpico, justamente a derrota no clássico para o maior rival. Sendo assim, jogar em casa soa mais confiável diante de um time que os bicolores, curiosamente não vencem desde o Parazão 2012, culminando no empate de estreia, onde o time vinha de uma curta pré-temporada, digamos assim, muito cru.


“A parte física, tática, isso melhorou bastante. Se no começo estávamos inseguros, agora, nos demais, nós mostramos que a equipe melhorou em vários aspectos, incluindo a parte física, tática e técnica”, completa o meia.


(Diário do Pará)

Conteúdo Relacionado


0 Comentário(s)

MAISACESSADAS