Edição do dia

Edição do dia

Leia a edição completa grátis


26°
R$

Esporte / Mundo

Mundo

Repórter da Globo é afastado ao vivo no Jornal Nacional por envolvimento no caso Neymar

quarta-feira, 05/06/2019, 21:15 - Atualizado em 05/06/2019, 21:17 - Autor:


A TV Globo anunciou nesta quarta-feira que o repórter Mauro Naves deixou a cobertura esportiva da emissora por ter se envolvido diretamente no caso Neymar. A decisão foi anunciada pelo apresentador Willian Bonner, ao vivo, no início do Jornal Nacional.

A empresa carioca explicou que o afastamento de Mauro Naves aconteceu por o repórter tem encaminhado contatos do pai de Neymar ao primeiro advogado que representou Najila Trindade, mulher que acusa o jogador de agressão e estupro.

“O Jornal Nacional publicou ontem a carta aberta divulgada pelos ex-advogados da mulher que acusa Neymar de estupro. Eles afirmam na carta que a reunião que fizeram com os advogados de Neymar foi feita a convite do pai do jogador. Hoje, em nota, o pai de Neymar desmentiu essa afirmação, disse que foi o advogado José Edgard Cunha Bueno que o procurou solicitando a reunião e que José Edgard obteve o contato dele por intermédio do repórter Mauro Naves, na quarta-feira da semana passada. O repórter confirma as afirmações da nota do pai de Neymar, mas somente hoje relatou a Globo sua participação no episódio”, afirmou o apresentador.

“Em sua defesa, Mauro Naves explicou que se limitou a repassar os contatos de pai de Neymar ao advogado, a quem já conhecia, porque esperava conseguir a história com exclusividade e que, quando o assunto se tornou público, avaliou que sua participação não teria relevância. “Mauro Naves é um excelente profissional, com grandes contribuições ao jornalismo esportivo da Globo. Mas há evidências de que suas atitudes neste caso contrariaram a expectativa da empresa sobre a conduta de seus jornalistas. Em comum acordo, o repórter Mauro Naves deixará a cobertura de esportes da Globo até que os fatos sejam devidamente esclarecidos”, completou.

Fonte: Gazeta Esportiva

Conteúdo Relacionado


0 Comentário(s)

MAISACESSADAS