Edição do dia

Edição do dia

Leia a edição completa grátis


26°
R$

Esporte / Mundo

Mundo

Quatro duplas brasileiras avançam na etapa de Doha de vôlei de praia

quarta-feira, 13/03/2019, 21:50 - Atualizado em 13/03/2019, 21:50 - Autor:


A etapa de Doha, no Qatar, do Circuito Mundial de vôlei de praia terá ao menos quatro duplas brasileiras em sua fase eliminatória. Após os jogos desta quarta-feira, pela fase de grupos, Pedro Solberg/Vitor e Guto/Saymon já se garantiram nas oitavas de final e seguem invictos.

Por outro lado, Evandro/Bruno Schmidt e Alison/André (ES) tropeçaram e precisarão disputar a repescagem que, assim como as oitavas, será realizada nesta quinta-feira. As quartas e semifinais acontecem na sexta e as disputas de medalha no sábado.

Pedro e Vitor Felipe abriram o dia superando os suíços Mirco Gerson e Adrian Heidrich por 2 sets a 1 (21/17, 24/26, 15/13), em 58 minutos. Na segunda partida, valendo a liderança do grupo G, outro triunfo no tie-break, desta vez sobre os holandeses medalhistas olímpicos e campeões mundiais Brouwer/Meeuwsen: 24/22, 19/21, 15/13, em 54 minutos.

Guto e Saymon também foram direto às oitavas de final ao largarem com duas vitórias. Na primeira rodada, superaram os norte-americanos Tri Bourne/Crabb por 2 sets a 0 (21/17, 21/12), em 34 minutos. Em seguida, triunfo por 2 sets a 0 (21/18, 21/18) sobre os estonianos Nolvak/Tiisaar, em 38 minutos de duração, garantindo a liderança da chave C.

“É muito importante sair em primeiro do grupo aqui no Circuito Mundial. Você faz um jogo a menos, consegue descansar mais e ainda pode analisar mais o adversário. Tínhamos poucas informações dos dois times que enfrentamos hoje. Jogamos uma vez contra o time dos EUA e havíamos perdido, e a Estônia é um time que quase não joga os eventos mundiais. Nunca tínhamos enfrentado e não conhecíamos também. Foram dois jogos muito difíceis e agora o importante é focarmos no descanso e cuidar do corpo”, destacou Guto.

Alison e André Stein, por sua vez, começaram o dia sendo superados pelos austríacos Robin Seidl e Philipp Waller por 2 sets a 1 (21/12, 21/23, 15/9), em 48 minutos. Horas depois, se recuperaram e venceram os chineses Peng Gao e Yang Li por 2 sets a 1 (19/21, 21/19, 11/15), em 52 minutos, avançando em terceiro lugar na chave D.

Já Evandro e Bruno Schmidt começaram bem na chave H, superando os compatriotas Ricardo e Álvaro Filho (BA/PB) por 2 sets a 0 (21/19, 21/13), em 41 minutos. Em seguida, acabaram superados pelos italianos Nicolai e Lupo, vice-campeões olímpicos, por 2 sets a 0 (21/19, 21/16), terminando em segundo lugar na chave.

Por fim, Ricardo e Álvaro Filho perderam os dois jogos do dia e deram adeus ao torneio na fase de grupos, em 25º.

As duplas campeãs em Doha recebem 800 pontos no ranking do Circuito Mundial. A etapa será também a abertura da corrida olímpica brasileira no naipe masculino. No naipe feminino, a abertura ocorre na etapa de Xiamen, na China, de 24 a 28 de abril.

Doha é a segunda de dez etapas do nível quatro estrelas programadas para o Circuito Mundial em 2019. Estão agendadas ainda outras duas etapas cinco estrelas e o Campeonato Mundial para este ano. A corrida olímpica, porém, segue até fevereiro de 2020.

Os países possuem quatro maneiras de garantir a vaga em Tóquio: vencendo o Campeonato Mundial 2019; sendo finalistas do Classificatório Olímpico, que será disputado na China, também em 2019; estando entre as 15 melhores duplas do ranking olímpico internacional; vencendo uma das edições da Continental Cup (América do Norte, América do Sul, África, Ásia e Europa). O Japão, sede, tem uma dupla em cada naipe já garantida.

Fonte: Gazeta Esportiva

Conteúdo Relacionado


0 Comentário(s)

MAISACESSADAS