Edição do dia

Edição do dia

Leia a edição completa grátis


27°
R$

Esporte / Mundo

Mundo

Craques da seleção feminina namoram, mas jogam em times rivais

quarta-feira, 06/03/2019, 08:55 - Atualizado em 06/03/2019, 11:15 - Autor:


As suíças Alisha Lehmann e Ramona Bachmann são rivais na Women's Super League (WSL), o Campeonato Inglês feminino. A primeira defende o West Ham, enquanto a segunda joga pelo Chelsea.


 


Visualizar esta foto no Instagram.

Team❤️❤️

Uma publicação compartilhada por Ramona Bachmann (@bachmannr10) em



 


Fora de campo, porém, as duas jogadoras são um casal. O caso chamou a atenção da rede de TV britânica BBC, que conta a história delas em um episódio recente de Britain's Youngest Football Boss, uma série documental voltada para o futebol.


 


Visualizar esta foto no Instagram.

Cheating? hmm...👀

Uma publicação compartilhada por Alisha Lehmann (@alishalehmann7) em



 


Aos 28 anos, Ramona é a mais experiente da dupla. Jogadora do Umea (Suécia) entre 2007 e 2009 e em 2011, chegando inclusive a ser colega de Marta no clube durante a primeira passagem, ela teve destaque por clubes como Rosengard, também da Suécia (2012 a 2015); e Wolfsburg, da Alemanha (2015 a 2016), entre outras equipes. Em 2017, chegou ao Chelsea.


 


Visualizar esta foto no Instagram.

find me under the palm trees🌴 #holidays

Uma publicação compartilhada por Ramona Bachmann (@bachmannr10) em



 


Em 2015, durante a Copa do Mundo feminina disputada no Canadá, ela tornou público o relacionamento que tinha com Camille Lara, então uma estudante sueca de 21 anos. "Quando caminho de mãos dadas com Camille pelas ruas na Suíça, as pessoas se viram (para olhar). Não é o caso na Suécia, e não é o caso aqui no Canadá", disse ela na época ao jornal suíço Sonntagsblick.


 


Visualizar esta foto no Instagram.

☀️

Uma publicação compartilhada por Alisha Lehmann (@alishalehmann7) em



 


Já Alisha, de 20 anos, é a mais nova. Revelada em 2016 pelo YB Frauen, o time feminino do Young Boys, ela ganhou suas primeiras convocações para defender a Suíça a partir de 2017 - dez anos depois da estreia da namorada pela seleção. Em 2018, transferiu-se para o West Ham como reforço para a temporada 2018/2019.


 




 


Foi também em 2018 que o relacionamento das duas se tornou público. Em dezembro, a imprensa suíça, Ramona Bachmann disse que nunca fez questão de esconder a questão: "Não sei se nosso relacionamento é privado. Jogamos juntas na seleção há quase um ano".


 


Visualizar esta foto no Instagram.

🙋🏼‍♀️

Uma publicação compartilhada por Alisha Lehmann (@alishalehmann7) em



 


Na seleção suíça, o namoro das duas atacantes também é encarado com naturalidade. Em dezembro, segundo a revista Schweizer Illustrierte, a treinadora Martina Voss-Tecklenburg disse que "a situação não é incomum no futebol feminino". "Mas as jogadoras são profissionais", completou, sem preocupação com a influência em campo da vida pessoal das duas.


 




 


Na Inglaterra, as duas até já se enfrentaram. Em 4 de dezembro, o Chelsea visitou o West Ham pela WSL e venceu por 2 a 0, justamente com dois gols de Ramona Bachmann. Titular no time adversário, Alisha Lehmann foi substituída nos acréscimos do segundo tempo.


 


Visualizar esta foto no Instagram.

😉

Uma publicação compartilhada por Alisha Lehmann (@alishalehmann7) em



 


A rivalidade em campo não afeta a relação. "Há muitas coisas positivas em estar com alguém que faz o mesmo que você. Ela sabe o que penso e eu também compreendo ela", disse Ramona, segundo o conteúdo da BBC.


 




 


Alisha também é só elogios à namorada. "Era meu ídolo quando comecei a jogar futebol. É muito boa, técnica e rápida", disse a atacante do West Ham. "Mas se marcar contra nós de novo, me sentirei realmente mal", completou. Os dois times voltam a se enfrentar em 31 de março.


 


Visualizar esta foto no Instagram.

lovely Chinatown ❣️

Uma publicação compartilhada por Alisha Lehmann (@alishalehmann7) em



 


(Com informações da BBC e do UOL)

Conteúdo Relacionado


0 Comentário(s)

MAISACESSADAS