Edição do dia

Edição do dia

Leia a edição completa grátis


27°
R$

Esporte / Mundo

Mundo

Cidade de Gênova se oferece para sediar final da Libertadores

segunda-feira, 26/11/2018, 15:20 - Atualizado em 26/11/2018, 15:20 - Autor:


Após toda a confusão envolvendo a final da Copa Libertadores entre Boca Juniors e River Plate, a cidade italiana de Gênova se ofereceu para receber a grande decisão do torneio, que ainda não tem data definida para acontecer. Nesta segunda-feira a prefeitura da cidade confirmou em comunicado que escreveu aos clubes, enfatizando os laços entre as partes.

“Caros presidentes, devido aos laços históricos, culturais e esportivos com Buenos Aires, esta cidade se sente profundamente conectada com esses dois clubes de prestígio, fundados por nossos compatriotas que emigraram para a Argentina no início do século 20”, escreveu em uma carta Stefano Anzalone, secretário de Esportes da cidade.

Veja também:

Presidente do River Plate crava final no Monumental e com torcida

Após pedido do Boca, Conmebol adia final da Libertadores

“Ficaríamos muito orgulhosos de receber clubes importantes como Boca e River em nossa cidade ao acolhê-los no que, de certa maneira, também é seu primeiro lar. Também seria mais uma oportunidade de dar visibilidade internacional a Gênova neste momento de dificuldade e renovar o sentimento profundo de amizade que nos une historicamente a estas sociedades”, acrescentou Anzalone, fazendo referência ao acidente ocorrido em agosto, quando uma ponte de uma via expressa desmoronou e matou 43 pessoas.

A partida de volta da decisão foi adiada duas vezes no fim de semana depois que o ônibus que levava o time do Boca foi atacado por torcedores rivais do lado de fora do estádio Monumental. A agressão deixou vários jogadores feridos. A Confederação Sul-Americana de Futebol (Conmebol) deve se reunir com os dois times nesta terça-feira para reagendar hora e local do embate. A partida de ida na Bombonera terminou empatado em 2 a 2.

Fonte: Gazeta Esportiva

Conteúdo Relacionado


0 Comentário(s)

MAISACESSADAS