Diário Online

Edição do dia

Edição do dia

Leia a edição completa grátis

Previsão do Tempo
27°
cotação atual R$
ACOMPANHE AQUI NO DOL!

Fórmula 1: veja o que esperar do Grande Prêmio de Portugal

Neste final de semana o GP de Portugal promete grandes emoções

quarta-feira, 28/04/2021, 13:51 - Atualizado em 28/04/2021, 13:51 - Autor: Com informações do portal UOL


Lewis Hamilton durante o GP de Portugal no ano passado
Lewis Hamilton durante o GP de Portugal no ano passado | Divulgação/ F1

E tempos de pandemia, a Fórmula 1 continua trazendo fortes emoções aos amantes do esporte, mesmo sem público desde o ano passado. Ao relembrar a temporada anterior, Lewis Hamilton foi soberano, e deixou sua marca no GP de Portugal. O próximo GP no país, já tem hora e local para ser transmitido, na tela da sua RBATV/BAND e Portal Dol. 

O GP de Portugal foi um dos mais marcantes da temporada 2020, principalmente pela dificuldade dos pilotos com a falta de aderência. A McLaren chegou a liderar com Carlos Sainz, mas Lewis Hamilton foi entendendo aos poucos como lidar com uma pista que fora reasfaltada poucos dias antes da prova e venceu com mais de 25 segundos de vantagem para o próprio companheiro Valtteri Bottas, na prova em que se tornou o recordista de vitórias da história da F1, com 92. Neste ano, ele pode roubar as manchetes novamente por outra marca importante.

100 pole positions 

Quando até mesmo Michael Schumacher, o piloto que bateu quase todos os recordes da Fórmula 1, sofreu para superar as 65 pole positions de Ayrton Senna, somando 68 na carreira, era de se esperar que fosse um número difícil de ser alcançado. Mas Lewis Hamilton, ainda que correndo em uma Fórmula 1 diferente, em que fazer a pole position conta mais do que na era Schumacher, uma vez que não há mais reabastecimento, redefiniu os recordes de poles de uma maneira inimaginável, e tem, no GP de Portugal, a primeira chance de chegar a 100 poles na carreira.

Pista desafiadora para os pilotos 

A palavra mais usada pelos pilotos para descrever a pista de Portugal é "montanha-russa", pelas elevações e declives que marcam o traçado do Autódromo do Algarve. E várias dessas curvas são cegas, ou seja, quando os pilotos fazem a tomada, eles não conseguem ver o final da curva. E, do lado das equipes, o desafio é a falta de informações. A estreia da pista de Portimão foi em outubro do ano passado, mas o asfalto já teve tempo de mudar em relação às informações que foram coletadas naquele fim de semana. Então o trabalho vai praticamente recomeçar nos treinos livres desta sexta-feira.

O sul de Portugal é famoso pelo céu ensolarado, mas uma frente fria deve chegar à região da pista nesta quarta-feira (28), trazendo instabilidade até o sábado. Então um cenário possível é que a preparação para a prova seja feita com temperatura mais baixa e com possibilidade de chuva na sexta, além de algumas pancadas leves no sábado no horário da classificação. E, no dia da corrida, a temperatura estaria mais alta, com sol. Ou seja, é uma situação inversa à da última corrida, em Imola. A terceira etapa do campeonato da Fórmula 1 tem os primeiros treinos livres na sexta-feira (30), com sessões a partir das 7h30 e das 11h. A classificação será às 11h do sábado (1º) e a corrida começa no mesmo horário, no domingo (2).

Conteúdo Relacionado


0 Comentário(s)

MAISACESSADAS