Edição do dia

Edição do dia

Leia a edição completa grátis


24°
R$
Pará

Atletas paraenses se destacam na Copa do Brasil e ajudam clubes a passarem de fase

sexta-feira, 01/03/2019, 11:44 - Atualizado em 01/03/2019, 12:20 - Autor:


Conquistar um “dinheiro extra” é bom pra qualquer clube brasileiro. A Copa do Brasil, nesse quesito, é a primeira grande competição nacional e a mais rentável, rendendo quase R$4 milhões para quem chega na terceira fase da competição.



Mesmo com Clube do Remo e São Raimundo já eliminados, o Bragantino ainda segue na competição e o Paysandu aguarda as oitavas-de-final para entrar no torneio. Mais que isso: vários atletas paraenses estão espalhados pelo Brasil ajudando seus clubes a colocar essa grana no cofre de seus times.


Veja quem são:


Reis e Marlon – Criciúma-SC


Erik – Botafogo


Yago Pikachu e Rossi – Vasco


Leandro Carvalho – Botafogo/Ceará


Tiago Cametá – Vila Nova-GO






TIMES PARAENSES


O Clube do Remo perdeu na estreia da Copa do Brasil. Com o resultado de 1 a 0 para o Serra-Es fora de casa, o time recebeu pouco mais de R$ 1 mi. Já o São Raimundo foi eliminado nesta mesma etapa pelo Criciúma-SC, de Reis e Marlon.


O Bragantino foi o único que conseguiu avançar. No estádio Diogão, o Tubarão cenceu o Asa-AL por 1 a 0. Porém, o time de Agnaldo espera agora a definição do imbróglio entre Aparecidense-GO e Ponte Preta.


O time goiano venceu por 1 a 0, mas uma interferência externa mudou o cenário do jogo. Aos 44 minutos do segundo tempo a Macaca marcou o gol de empate, que lhe daria a vaga na segunda fase. Porém, pessoas alheias ao jogo indicaram ao trio de arbitragem que o gol da Ponte Preta teria sido marcado em posição de impedimento, e ele foi desmarcado pela arbitragem. O que causou a eliminação do time.


O Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD) decidiu que um novo jogo será realizado, mas a Aparecidense-GO luta para que isso não ocorra.


Em paralelo, o Bragantino espera o seu adversário. Com a conquista da Copa Verde de 2018, o Paysandu entra nas oitavas de final, com R$ 2,5 milhões na conta.



LEMBRA DELE?


Na vitória do Criciúma-SC contra o Oeste-SP, na segunda fase da Copa do Brasil, o paraense Reis converteu um pênalti e gol, com isso, o clube carimbou seu passaporte para a terceira fase da competição.


Com bastante rodagem pelo Brasil, o atacante vê na disputa uma boa vitrine, além de uma boa grana aos clubes. “Sempre gera desgastes normal, mas a gente trabalha isso e vem se adaptando bem pra que possamos chegar cada vez melhor na competição. A Copa do Brasil é bom para os clubes, porque é um dinheiro extra que entra e a visibilidade é muito grande. Temos que focar, mesmo não sendo fácil, o time ganha dinheiro e a gente prestígio quando vai passando de fase. Com isso vamos pegando adversários mais qualificados”, analisou Reis.


O atleta destaca que com o passar das fases, mesmo com mais dificuldade nos jogos, a qualidade do adversário deixa a disputa mais eletrizante e importante. “Estou trabalhando e muito feliz. Que o próximo jogo possamos fazer uma bela partida. Que será daqui há 10 ou 15 dias, estamos esperando nosso adversário. O jogo em casa foi bem difícil, mas agora é esperar e descansar”, acrescentou.


O jogador, que iniciou a sua carreira no Remo, lamenta que o clube tenha deixado a competição de forma tão prematura e trágica. “Os clubes paraenses não podem sair na primeira fase, até porque é um dinheiro muito bom, pagaria mais de uma folha do Remo por mais de um mês. Eu cito eles porque até então foi o eliminado na primeira fase, ainda mais que isso tenha ocorrido por uma equipe perfeitamente pra superar. O Remo é um time muito grande para ser eliminado dessa maneira. Ele passando nessa etapa, creio que que o cenário seria outros”, avaliou.


“O Paysandu também precisa passar, gera muita expectativa por torcedor e é um dinheiro muito bom. Tem que passar! A grandeza que tem os clubes paraenses, na minha opinião é inadmissível o Remo ter sido eliminado pelo Serra-ES da maneira que foi. A gente fica triste. Como a competição inicia apenas com um jogo, então o Remo foi bem infeliz”, finalizou o atacante.


(Bruna Dias/DOL)

Conteúdo Relacionado


0 Comentário(s)

MAISACESSADAS