Edição do dia

Edição do dia

Leia a edição completa grátis

Previsão do Tempo
24°
cotação atual R$
Brasil

Vadão e Debinha veem possibilidade de bater de frente com a favorita França

sábado, 22/06/2019, 09:45 - Atualizado em 22/06/2019, 09:45 - Autor:


Depois de terminar a primeira fase da Copa do Mundo Feminina na terceira colocação, o Brasil enfrentará a França, país que é sede da competição e apontado como um dos principais favoritos ao título. Mesmo assim, a Seleção Brasileira demonstra confiança para o confronto das oitavas de final.

Em entrevista coletiva concedida neste sábado, o técnico Vadão ressaltou os obstáculos pelos quais o Brasil teve que passar durante o torneio, porém acredita que sua equipe tem qualidade para fazer um jogo equilibrado contra as francesas.

“É mais um jogo com duas equipes que tem um potencial muito grande. Brasil atravessou momentos difíceis, contusões, mas tem jogadoras individualmente muito boas. Acabamos pegando de surpresa a saída da Andressa Alves”, afirmou Vadão.

“Mesmo independente dos problemas que temos, temos uma seleção que tem condição de fazer frente à França. A franca tem torcida a seu favor, momento especial, quesitos que favorecem, mas tecnicamente falando, as coisas só vão se resolver no campo. Nós nos sentimos muito confiantes em relação ao jogo”, completou.

A atacante Debinha também estava presente na coletiva e, apesar de destacar que as francesas terão o apoio da torcida a seu favor, afirmou que o Brasil tem força para bater de frente com as adversárias.

“A gente tem peças que podem resolver individualmente. Vamos jogar de igual para igual. Elas (francesas) vão ter uma força maior amanhã (domingo). Público empurra. Tivemos essa experiência no Brasil. Mas dentro de campo é 11 contra 11”, analisou Debinha.

Brasil e França se enfrentam neste domingo, às 16h, no Stade Océane, em Le Havre. A seleção vencedora jogará contra Espanha ou Estados Unidos nas quartas de final.

Fonte: Gazeta Esportiva

Conteúdo Relacionado


0 Comentário(s)

MAISACESSADAS