Edição do dia

Edição do dia

Leia a edição completa grátis

Previsão do Tempo
24°
cotação atual R$
Brasil

Tite fala em manutenção da base, mas não revela escalação do Brasil

segunda-feira, 17/06/2019, 21:05 - Atualizado em 17/06/2019, 21:05 - Autor:


Depois da vitória por 3 a 0 na estreia da Copa América contra a Bolívia, a Seleção Brasileira enfrenta a Venezuela nesta terça-feira, às 21h30, na Fonte Nova, em Salvador. Para a segunda partida da fase de grupos, ainda há dúvidas em relação à escalação que entrará em campo.

As incertezas estão no setor de meio-campo e no ataque: Fernandinho e Arthur, recuperado de lesão, brigam por uma vaga, enquanto David Neres e Everton disputam outra. Tite não revelou com que time entrará em campo, explicando que quer esconder a estratégia do adversário.

“O sentido maior não é omitir de vocês, tenho respeito, sei da importância, mas o sentido maior é não dar a oportunidade de o adversário saber com quem vamos jogar. Vai jogar David Neres ou Cebolinha? Vai jogar o Fernandinho ou Arthur? Não vamos facilitar o trabalho do outro lado”, explicou Tite

“Campo molhado a qualidade do passe fica prejudicada, optamos por não fazer o trabalho de forma consensual com a Venezuela para termos uma condição melhor de espetáculo, prejudica o espetáculo e principalmente o passe. A escalação é a base da equipe do último jogo, mas não quer confirmar. Daqui a pouco o outro lado de alguma forma verá as possibilidades que a gente tem. Quero omitir, mas não mentir”, completou o treinador.

Tite ainda explicou que os jogadores possuem características diferentes e, dependendo das combinações formadas no meio de campo, o funcionamento do time é alterado.

“A formação do meio-campo tem versatilidade nos seis que compõem o meio-campo. Terminamos o jogo contra a República Tcheca com Arthur e Allan. O último jogo foi Fernandinho e Casemiro. Arthur e Casemiro, Arthur e Fernandinho. Essas duplas possibilitam as vezes uma liberdade maior para o Dani, às vezes o Richarlison ficar como segundo atacante, elas geram outras possibilidades para os atletas. Sempre com o Coutinho com uma liberdade de criação maior, essa é a ideia”, detalhou o técnico.

O Brasil lidera o grupo A com três pontos somados na primeira rodada. A Venezuela, adversária de terça-feira, empatou em 0 a 0 com o Peru em sua estreia na competição.

Fonte: Gazeta Esportiva

Conteúdo Relacionado


0 Comentário(s)

MAISACESSADAS