Edição do dia

Edição do dia

Leia a edição completa grátis

Previsão do Tempo
24°
cotação atual R$
Brasil

Argentina segura favoritismo do Japão e arranca empate histórico na Copa

segunda-feira, 10/06/2019, 15:05 - Atualizado em 10/06/2019, 15:05 - Autor:


O Japão decepcionou na estreia da Copa do Mundo ao empatar sem gols com a Argentina no jogo de abertura desta segunda-feira. Mas o resultado que foi frustrante para o time nipônico, do lado argentino foi muito comemorado, já que foi o primeiro ponto conquistado pela seleção na história dos Mundiais. Essa é apenas a terceira participação da Argentina em Copas.

Vindo de duas finais seguidas, o Japão é apontado como uma das principais seleções na França e era considerado franco favorito diante da Argentina, que não tem muita tradição na modalidade. Com uma atuação abaixo do esperado, as japonesas pecaram nas finalizações apesar de dominar a posse de bola durante o jogo inteiro. Além disso, foram poucas as tentativas de fora da área e as jogadas em triangulações.

O Japão começou já ditando o ritmo de jogo, buscando sufocar a Argentina em seu campo de defesa, chegando principalmente pela esquerda, mas com dificuldades de finalizar com perigo à meta de Correa. Os primeiros vinte minutos foram de domínio japonês, mas com um ritmo cadenciado, buscando arrumar uma brecha na defesa argentina, que se mantinha fechada. Enquanto isso, no ataque das sul-americanas, pouco se produziu, já que a bola não passou muitas vezes do meio campo.

Apesar de fazer a bola rodar e não deixar a Argentina jogar, o Japão seguia parando na falta de pontaria e na defesa adversária. Mesmo quando chegava ao chute para o gol, as tentativas nipônicas não ameaçavam Correa, que não cometia erros e mostrava segurança quando foi exigida.

O primeiro tempo terminou com a Argentina sem nenhum chute ao gol e sem encontrar um meio de furar a posse de bola do japão e armar um bom contra-ataque.

Na segunda etapa, o Japão aumentou o ritmo e flertou com o gol diversas vezes nos primeiros minutos. Logo de cara, Correa foi obrigada a fazer uma defesa difícil e deu rebote dentro da área, deixando Sugasawa em boa condição para marcar, no entanto, a camisa 9 desperdiçou. Pouco depois, pelo lado direito, as japonesas tiveram mais uma chance de inaugurar o marcador, com Hasegawa mandando para fora a boa bola cruzada por Shimizu.

Foi só após a metade do segundo tempo que a Argentina conseguiu sair mais em contra-ataques e incomodar a defesa nipônica. No entanto, com um desgaste físico visível, as argentinas não conseguiam sair com qualidade em busca de um gol.

Os minutos finais foram de pressão do Japão e muita entrega da seleção argentina, que se fechou e ainda tentava segurar a bola no campo de ataque quando tinha a posse.

Fonte: Gazeta Esportiva

Conteúdo Relacionado


0 Comentário(s)

MAISACESSADAS