Edição do dia

Edição do dia

Leia a edição completa grátis

Previsão do Tempo
31°
cotação atual R$
Brasil

Jogadoras do Corinthians ganham bolsa integral em universidade

sexta-feira, 07/06/2019, 20:00 - Atualizado em 07/06/2019, 20:00 - Autor:


Jogadoras de futebol feminino do Corinthians, Tatyane Amaro Santos, Katiuscia Fernandes Soares e Giovanna Crivelari Anselmo ganharam bolsa de estudos integral na Universidade Brasil. A ação faz parte do projeto “Esporte com Educação”, uma parceria do clube com a instituição de ensino.

Katiuscia, Giovanna e Tayane seguiram os passos de Patrícia Araújo, a primeira atleta corinthiana a conseguir bolsa de estudos pelo programa, que também contempla funcionários do clube e pessoas de baixa renda de comunidades carentes e ONGs selecionadas.

Lateral direita do Corinthians, Katiuscia, de 24 anos, destacou a importância do estudo para seu futuro. “Nós, que somos atletas em atividade, sabemos que a carreira não dura a vida toda e precisamos pensar no futuro também pelo aspecto financeiro. Estudar é importante para estarmos sempre aprendendo e evoluindo”, disse a atleta, que cursará Processos Gerenciais.

A meia-atacante Giovanna, de 26 anos, valorizou a oportunidade. “Essa parceria é muito boa para nós, atletas, por dar a oportunidade de estudarmos com bolsa integral. Nosso dia a dia é corrido, mas dá para separar um tempo para dedicar aos estudos”, disse a jogadora, matriculada no curso de Sistemas de Informação.

A goleira de 23 anos Tatyane, nascida em Goiás, optou pelo curso de Gestão em Agronegócio graças a sua criação. “Escolhi esse curso porque fui criada em fazendas, e agora tenho a chance de adquirir um conhecimento teórico sobre como gerir tudo que acontece nesses locais. Quando encerrar minha carreira como jogadora de futebol, quero trabalhar nessa área”.

Tatyane lembra as dificuldades que teve no início da carreira. “Ia de trator até o ginásio onde aconteciam os treinamentos, e parte da minha família era contra a ideia de eu me tornar jogadora, principalmente a minha mãe. Hoje em dia, as coisas melhoraram. Ela está orgulhosa por me ver em um dos maiores clubes do país”, disse a goleira.

“Minha mãe sempre quis que eu estudasse, então essa bolsa que consegui na Universidade Brasil deixou ela bem mais tranquila. Prometi que, quando estivesse mais estabelecida em um clube, retomaria os estudos, e agora eu pude cumprir com a minha palavra”.

Fonte: Gazeta Esportiva

Conteúdo Relacionado


0 Comentário(s)

MAISACESSADAS