Edição do dia

Edição do dia

Leia a edição completa grátis


25°
R$
Brasil

Gabriel Jesus minimiza reserva no City e admite abatimento pós-Copa

terça-feira, 19/03/2019, 15:55 - Atualizado em 19/03/2019, 15:55 - Autor:


Novamente convocado por Tite para defender a camisa da Seleção Brasileira, o atacante Gabriel Jesus admitiu a má fase após a Copa do Mundo de 2018, na Rússia. Por conta do desempenho abaixo do esperado do Mundial, o jogador do Manchester City virou ausência na lista canarinho, mas agora, mesmo com o status de reserva na equipe inglesa, voltou a integrar o grupo da equipe verde e amarela.

Nesta terça-feira, em entrevista coletiva, Jesus preferiu exaltar a atual fase de Sergio Aguero, argentino titular do City, para justificar a falta de presença no onze inicial dos Citizens.

“Tive um momento muito bom na carreira, surgi muito rápido e alcancei rapidamente as coisas. Hoje dei uma parada, é normal, tenho 21 anos e não tenho porque apressar as coisas. Vivo uma fase de reserva, buscando a titularidade no clube, mas vivo essa fase para um cara que é o maior goleador da história do clube, nos ajuda muito. Estou trabalhando, tentando recuperar o espaço, tive lesões que me deixaram parado. Mas agora vai ser a fase decisiva na temporada e quero estar lá para ajudar meu time a conquistar títulos”, afirmou o atacante.

Gabriel Jesus também reconheceu que esteve abaixo no período pós-Copa, mas deixou claro que tais preocupações que aconteciam à época não ocorrem mais.

Veja também: Em treino, Tite esboça escalação para partida contra o Panamá

“Hoje não pesa mais nada. Claro que o pós-Copa foi difícil, da questão de assimilar (a derrota), mas como eu disse, família e amigos me ajudaram muito. Hoje, vivo esse momento não por uma fase minha, e sim pela fase que o Aguero está, não tem como. Quando jogo, ajudo o time. Espero sempre estar ali para ajudar”, disse, antes de concluir.

“Treino forte como sempre treinei, então eu estou vivendo isso não por má fase minha. Depois da Copa foi um pouco mais difícil, ainda pensava muito na Copa, foi meu período mais difícil como jogador. Mas superei. Trabalhei para conquistar meu espaço e tenho ajudado meu time. (Derrota na Copa) me abalou no começo de temporada, mas não me abala mais”, finalizou.

Fonte: Gazeta Esportiva

Conteúdo Relacionado


0 Comentário(s)

MAISACESSADAS