Edição do dia

Edição do dia

Leia a edição completa grátis

Previsão do Tempo
29°
cotação atual R$

Esporte / Esporte Pará

Esporte Pará

Paysandu tem como prioridade segurança no setor defensivo

sexta-feira, 22/02/2019, 07:12 - Atualizado em 22/02/2019, 08:16 - Autor:


Quando entrar em campo amanhã, fora de casa, contra o Bragantino, o Paysandu defenderá contra a equipe que mais lhe deu trabalho até aqui uma marca e tanto no ano. Líder isolado do Campeonato Paraense, o Papão ostenta os melhores números da competição. São quatro vitórias e um empate, com a melhor defesa com apenas dois gols sofridos e onze gols marcados, tendo o melhor ataque. Nas três últimas rodadas o time saiu de campo sem tomar gols. Na última vez que o Paysandu conseguiu um início de campanha assim foi em 2016, quando conquistou o título estadual de forma invicta.



Para amanhã, é muito provável que o time sofra algumas mudanças. Mas, se depender do técnico alviazul, a defesa será a mesma. “Não gosto de mexer na defesa. O melhor ataque é uma boa defesa. Perdeu a bola é obrigado a voltar a marcar”, confirmou João Brigatti, ao fazer seu principal elogio ao time, de que está sendo solidário entre os setores.


“Nosso time está em evolução, o que é bom. São três jogos sem tomar gols e isso dá uma tranquilidade. E não é apenas a defesa que está bem, o time está compactado. Perdeu a bola, volta para ajudar”, completou o treinador.


É a mesma opinião do zagueiro Micael. Para o capitão bicolor, o futebol atual obriga que todos marquem e, de certa forma, todos ajudem no ataque. “Atacamos bem sabendo que estamos resguardados. Isso faz diferença em um time. No futebol moderno a defesa não começa na linha de quatro. Time bem defendido marca desde o ataque”.


Perguntado sobre as críticas no início da temporada, Micael garante que elas eram esperadas dentro do elenco e que em nenhum momento abalou aos jogadores. O zagueiro ressaltou o estágio de preparação da equipe e que ela deve crescer ao longo da temporada.


“As críticas têm que ser feitas, mas temos que sempre saber assimilar, trabalhar e buscar o crescimento”, disse. “Mas é difícil avaliar as críticas. A torcida quer ganhar, assim como a gente. Ainda estamos buscando nosso melhor e sabíamos que no começo teríamos dificuldades. Estamos dentro do que foi planejado”, finalizou Micael.


E MAIS...


AMISTOSO


Depois do jogo de amanhã, pela segunda vez o Paysandu terá duas semanas de intervalo entre rodadas. Por conta disso, o técnico João Brigatti já solicitou à diretoria pelo menos um amistoso para esse período. “Nossa chave é muito difícil e temos que estar mais próximos ainda da classificação, por isso é necessário estarmos sempre preparados. Ao longo do campeonato a condição física vai ficando melhor ainda”, afirmou o treinador.


TIME TITULAR


O treino de hoje deve definir a equipe que vai encarar o Tubarão. Brigatti já afirmou que não é afeito a mudanças, mas a boa campanha, o desgaste e o fato de alguns jogadores estarem à disposição pode fazer com que alterações sejam feitas. “Temos muito a evoluir. Foram apenas cinco jogos e os erros ainda estão aparecendo. O (Thiago) Primão, por exemplo, entrou muito bem e conto muito com ele. É um jogador de muita qualidade e vai nos ajudar bastante”.


SÉRIE C


O comandante falou sobre a tabela da primeira fase da Série C do Brasileiro, divulgada na última terça. Os adversários do Papão nas três primeiras rodadas serão Ypiranga-RS fora de casa, Tombense-MG e Juventude-RS em Belém. Brigatti as considerou dentro da dificuldade esperada na competição, para qual o elenco precisará de novos reforços. “No Brasileirão o buraco é mais embaixo. Nosso objetivo no ano é voltar para a Série B e o elenco terá que ser fortalecido”.


(Tylon Maués/Diário do Pará)

Conteúdo Relacionado


0 Comentário(s)

MAISACESSADAS