Edição do dia

Edição do dia

Leia a edição completa grátis

Previsão do Tempo
24°
cotação atual R$

Esporte / Esporte Pará

Esporte Pará

Arqueiro azulino quer que tudo volte à normalidade no Baenão

quarta-feira, 20/02/2019, 08:19 - Atualizado em 20/02/2019, 08:19 - Autor:


De meta perfeita e sem gols tomados a quatro tentos sofridos em dois jogos. O contraste no Clube do Remo aconteceu de forma impactante em campo, algo que gerou desconforto até internamente. O goleiro Vinícius, ídolo da torcida e que até impediu placares maiores, comentou sobre a situação. “A gente vinha de três jogos sem tomar gols, bem firmes, compactos. Mas, nesses dois últimos, não entramos com a mesma concentração, com o mesmo foco. Demos espaço e erramos em coisas que não costumamos errar”, avaliou.



O goleiro, porém, visualiza o embate de amanhã diante do Paragominas, fora de casa, como a melhor chance para o Remo se reabilitar, querendo ou não. “Tem que ser no próximo jogo (reabilitação). Claro, vai ser um jogo difícil, porque o Paragominas vem bem na competição, mas nada melhor do que voltar a vencer fora para voltar à confiança e à normalidade”, ratificou.


Em sua terceira temporada no Baenão, Vinícius sabe que a pressão no Remo é gigante. Por isso, entende que o agito externo é normal, mesmo acreditando que o grupo é capaz de reverter a situação. “A gente entende, criou uma expectativa muito grande pelas três partidas com vitórias. Agora é ter cabeça fria, analisar com calma, trabalhar, porque temos qualidade”, apontou o arqueiro.


Aqui você vai encontrar materiais esportivos de todas as marcas. Camisas de grandes clubes nacionais e internacionais. Acesse e confira!


Defesa azulina quer a volta por cima


Um único jogo não é parâmetro para apontar defeitos ou qualidades de certos atletas. Porém, há quem discorde da máxima, principalmente se alguns fatores forem levados em conta, como o esforço e a agilidade para, no mínimo, ajudar o restante dos companheiros. Nesse caso, a dupla de zaga azulina que atuou no clássico Re-Pa de domingo (17), tem motivos para estar na mira de críticas do torcedor. 


Rafael Jansen, por exemplo, pouco fez para ajudar na compactação azulina. Limitado ao seu setor, quando acionado com frequência pelo ataque rival, precisava do suporte de outro jogador para matar a jogada. Kevem também estava afoito, mas no caso do jovem, as circunstâncias são diferentes, já que o mesmo entrou no fogo e com o ambiente em campo já desestabilizado emocionalmente.


Ambos os atletas serão titulares na partida de amanhã à noite contra o Paragominas – Mimica e Fredson estão fora por lesões -, e, além da reabilitação do próprio time, o compromisso será para devolver a confiança ao sistema defensivo. “Todos estão nessa. Somos um grupo e sabemos da nossa responsabilidade. Temos que procurar virar essa página para que o clima volte a ser o melhor para todos. Voltar a vencer é importante e vamos jogar para vencer”, disse Kevem, prata da casa.


(Matheus Miranda/Diário do Pará)

Conteúdo Relacionado


0 Comentário(s)

MAISACESSADAS