Edição do dia

Edição do dia

Leia a edição completa grátis

Previsão do Tempo
26°
cotação atual R$

Esporte / Esporte Pará

Esporte Pará

Echeverría quer mostrar que é um craque legítimo

domingo, 17/02/2019, 07:41 - Atualizado em 17/02/2019, 07:42 - Autor:


Para esta temporada, o Clube do Remo repaginou quase todo o seu plantel. Somente quatro jogadores permaneceram do time do ano passado, o que ocasionou uma verdadeira avalanche de reforços em todas as posições. Nenhuma contratação, porém, foi tão impactante quanto a do meia-atacante paraguaio Eduardo Echeverría, de 29 anos.


Com duplo acesso currículo – ABC, da Série C à B, em 2017; e CSA, da Série B à elite, no ano passado -, o atleta chegou ao Baenão com o status de principal jogador para 2019, além de nome forte para aquecer o programa de sócio-torcedor. Mas, até o momento, o camisa 17 ainda não vingou nos gramados e, por isso, aponta o clássico como o seu divisor de águas: tanto para se estabilizar entre os titulares como para cair nas graças do torcedor azulino.


Nesta tarde, o Remo fará o seu quinto jogo oficial do ano. Desses, Echeverría participou somente de dois, sendo substituído no segundo tempo em ambas as partidas. A falta de sequência do jogador chegou até ser assunto por conta do investimento feito para trazê-lo a Belém, fora que as suas contribuições, quando acionado, não renderam o esperado. O que vai mudar a partir de hoje, ele espera. “O clássico tem peso, sim, mas todo jogo é importante e esse é a hora certa de deslanchar, como vocês falam, com a camisa do Remo, que é uma camisa pesada. Tenho que mostrar todo jogo uma coisa diferente e sei que posso”, disse.


Com passagem pela seleção profissional paraguaia, o jogador apontou o equilíbrio para controlar momentos de pressão e conhecimento de outros derbys disputados na carreira para agregar ao grupo. “Graças a Deus consegui disputar todos os anos clássicos. Já ganhei, empatei e perdi, mas o mais importante é que sempre estou aprendendo alguma coisa. O que mais faço é deixar tudo em campo, porque clássico não se joga, clássico se ganha”, ponderou. “Vou me dedicar para o time conquistar a vitória e continuar lá em cima na tabela de classificação”, prometeu Echeverría.


(Matheus Miranda/Diário do Pará)

Conteúdo Relacionado


0 Comentário(s)

MAISACESSADAS