Edição do dia

Edição do dia

Leia a edição completa grátis


24°
R$

Esporte / Esporte Pará

Esporte Pará

Lutadora paraense do UFC reage a assalto e deixa ladrão com rosto desfigurado

segunda-feira, 07/01/2019, 07:14 - Atualizado em 07/01/2019, 11:11 - Autor:


No último sábado (05), a paraense Polyana Viana foi vítima de uma tentativa de assalto a porta do condomínio onde mora em Jacarepaguá, Zona Oeste do Rio de Janeiro. Porém, a lutadora de MMA reagiu e saiu ilesa do ato. Já o assaltante...


Polyana foi abordada por um homem enquanto ela esperar o motorista de um aplicativo de transporte. "Quando ele viu que eu tinha percebido a presença dele, ele estava bem perto de mim. Ele me perguntou as horas. Eu disse, mas vi que ele não foi embora. Então pus o celular na minha cintura. Aí me disse: 'Me passa o celular. Não tente reagir, estou armado'. Ele pôs a mão sobre o parecia ser uma arma, mas percebi que estava maleável. Ele estava bem perto de mim. Foi quando pensei: se é uma arma, ele não terá tempo de sacá-la. E dei dois socos e um chute. Ele caiu e o detive com um mata-leão", explicou a lutadora ao site "MMAjunkie", Polyana, de 27 anos, estava esperando um Uber na porta do condomínio em que mora quando foi abordada pelo bandido.



O ladrão foi mantido dominado com uma chave de braço por Polyana até a chegada a polícia. A "arma" usada na tentativa de assalto era feita de papelão.




Ladrão imobilizado por Polyana antes da chegada da polícia.(Foto:Reprodução/MMAjunkie)



Arma de papel usada na ação pelo ladrão. (Foto:Reprodução/MMAjunkie)



Bandido após a ação da lutadora (Foto:Arquivo Pessoal)



Ladrão na delegacia (Foto:Arquivo Pessoal)



Polyana após dominar o bandido (Foto:Arquivo Pessoal)


No perfil oficial de Dana White, o chefão do UFC, destacou a ação da paraense: “À esquerda está @Polyana_VianaDF, um dos nossos @UFC lutadores e à direita é o cara que tentou roubá-la”.




TRAJETÓRIA


Polyana tem 26 anos e é de São Geraldo do Araguaia, sudeste paraense. Ela soma dois combates pelo UFC. Um deles foi no evento em Belém, no qual a lutadora venceu Maia Kahaunaele-Stevenson. Em agosto de 2018, ela perdeu para JJ Aldrich por decisão unânime no UFC 227. 


A ação com o bandido foi destaque em sites internacionais. 












(Com informações do portal Extra)

Conteúdo Relacionado


0 Comentário(s)

MAISACESSADAS