Edição do dia

Edição do dia

Leia a edição completa grátis


30°
R$

Esporte / Esporte Pará

Esporte Pará

Papão vai garimpar no próprio quintal

quinta-feira, 13/12/2018, 08:13 - Atualizado em 13/12/2018, 08:14 - Autor:


Embora os últimos resultados da base do clube não tenham sido dos melhores, tendo como ponto negativo máximo a goleada por 12 a 1 sofrida diante do Botafogo-RJ, pela Copa do Brasil sub-17, é de lá, das divisões de base do próprio clube, que o Paysandu pretende pinçar boa parte de seus jogadores para 2019. Sem dinheiro para investir pesado na importação de atletas de outros centros, como em temporadas passadas, a direção do Papão será comedida nas importações, prestigiando, também, alguns jogadores locais não surgidos propriamente dentro da própria agremiação, conforme adiantou o presidente Ricardo Gluck Paul.


“Vamos valorizar os atletas locais como uma solução para a montagem do clube. De repente a gente acaba tendo boas surpresas”, declarou o dirigente, que se encontra no Rio de Janeiro para participar de uma reunião na Confedera Brasileira de Futebol (CBF), cujo objetivo é tratar da Série C do Brasileiro do ano que vem. Mas, voltando à montagem do elenco bicolor, fala-se na possibilidade de o Papão ter um total de 12 atletas vindos da base.


O grupo que encerrou a temporada deste ano teve em seu bojo alguns jogadores oriundos do próprio clube, entre eles o lateral-esquerdo Diego Matos, o volante Willyam e o meia Alan Calbergue, que tiveram algumas chances na formação principal. Outros, com o goleiro Paulo Ricardo e o zagueiro Alan Santos, por sua vez, não contaram na maioria das vezes nem mesmo com escalação para o banco de reservas. O diretor da base bicolor, Alessandro Silva, prevê que um bom aproveitamento de atletas da base entre os profissionais bicolores em 2019.


“Paysandu convive com um momento difícil e precisa colher os frutos que planta em casa. São atletas que serão muito bem-vindos para diminuir os custos”, afirmou o dirigente. “Muitos desses atletas estão ainda em formação, mas possuem forte potencial de qualidades para chegar ao quadro principal do clube”, salientou. O técnico João Brigatti, que já foi informado do desejo e necessidade do clube de fazer o aproveitamento desses atletas, já vem se informando sobre com quais deles poderá contar.


O treinador tem mantido contato com os profissionais que atuam na base bicolor. Mas, o comandante do Papão deverá fazer uma avaliação na prática de cada um desses jogadores para saber se os mesmos possuem ou não capacidade de defender a equipe a contento. Os treinamentos, portanto, serão determinantes para a aprovação ou não da garotada no time de cima.


CALDEIRÃO: Curuzu recebe melhorias para a nova temporada


O estádio da Curuzu já passa por obras de melhorias com vistas aos jogos do Paysandu na temporada 2019. O Papão utilizará o seu “caldeirão”, a princípio, em três competições oficiais, no caso o Estadual, a Copa do Brasil e Série C do Brasileiro. Existe ainda a possibilidade de os bicolores terem participação em outra disputa, a Copa Verde, que até agora não teve a sua realização confirmada pela Confederação Brasileira de Futebol (CBF), mas esta com remotas chances de entrar no calendário dos clubes.


Ontem, o diretor de estádio Leonardo Maia, técnico em edificações, informou que a principal melhoria que está sendo feita no gramado diz respeito ao sistema eletrônico de irrigação do gramado. “O principal serviço aqui é fazer a limpeza dos bicos aspersor, que com o tempo vão sofrendo obstrução e aí prejudica o aguamento do gramado, que acaba não saindo a contento”, explicou Maia. Além da limpeza dos bicos, a equipe formada por seis funcionários do clube ainda farão, depois, o replantio de grama e o nivelamento do terreno, conforme informou Maia.


Segundo Maia, os banheiros e outros locais da Curuzu ainda sofrerão obras, para que o estádio esteja totalmente apto a ser utilizado pelo clube durante o Estadual. A previsão de Maia é de que até o dia 15 de janeiro as obras estejam todas concluídas. “A nossa ideia é de que antes da estreia do Paysandu (dia 19 de janeiro) o estádio esteja pronto e entregue para receber os jogos e os torcedores do clube”, diz.


(Nildo Lima/Diário do Pará)

Conteúdo Relacionado


0 Comentário(s)

MAISACESSADAS