Edição do dia

Edição do dia

Leia a edição completa grátis


26°
R$

Esporte / Esporte Pará

Esporte Pará

Suposta irregularidade do Goiás pode salvar Paysandu do rebaixamento

segunda-feira, 03/12/2018, 16:13 - Atualizado em 03/12/2018, 17:03 - Autor:


Passado uma semana do fim da Série B do Campeonato Brasileiro, uma notícia surge como uma bomba que pode mudar o destino do Paysandu na temporada 2019, inclusive livrando o time paraense do rebaixamento da competição.


Segundo informações do site Futebol Interior, o Goiás-GO teria utilizado durante toda a Segundona o jogador Ernandes de forma irregular, pois o atleta teria falsificado sua certidão de nascimento.


Tudo começou na data de nascimento do atleta. Ernandes nasceu no dia 11 de novembro de 1985, porém o documento utilizado pelo mesmo no Boletim Informativo Diário (BID) da CBF é da mesma data, mas do ano de 1987 e até agora, o documento não foi encontrado.


Ernandes jogou em 31 dos 38 jogos do Goiás na Série B e caso o documento seja falso, o jogador pode ser punido ficando suspenso de competições e o clube goiano poderá perder o acesso para a Série A e acabar parando na Série C do Brasileirão.


Dois clubes estão interessados no processo: A Ponte Preta-SP, que terminou em 5º lugar e que herdaria o acesso, além do Paysandu que ficaria na 16º posição e se salvando da degola.


Em contato com o portal DOL, o advogado do Paysandu, Alexandre Pires diz estar acompanhando o caso, porém pede cautela. “Estamos acompanhando o caso e vamos fazer um levantamento para apurar a notícia de infração. Se realmente houver denúncia contra o Goiás-GO, vamos estar atentos e claro ter um apoio da Ponte Preta-SP, que também seria beneficiada”.


Ernandes jogou os dois jogos contra o Paysandu pelo Goiás-GO, ambos com vitória do time esmeraldino: 2 a 1 em Goiânia (GO) e 3 a 2 em Belém (PA).



(Foto: CBF)


 



(Foto: CBF)


 


O Paysandu acabou rebaixado para a Série C com 43 pontos na 17ª posição.


  • E MAIS: Quer comprar material esportivo mais barato? Clique Aqui


(Diego Beckman/DOL, com informações do Futebol Interior)

Conteúdo Relacionado


0 Comentário(s)

MAISACESSADAS