Diário Online

Edição do dia

Edição do dia

Leia a edição completa grátis

Previsão do Tempo
24°
cotação atual R$
PÉS NO CHÃO

Favorito, Remo prega cautela diante do Independente

Jogadores do Remo reconhecem a dificuldade em jogar contra o Independente, mas mantêm pés no chão

quarta-feira, 07/04/2021, 11:17 - Atualizado em 07/04/2021, 12:32 - Autor: Diário Online


Rafael Jansen pede paciência com a zaga e enaltece força do grupo
Rafael Jansen pede paciência com a zaga e enaltece força do grupo | Divulgação/ Clube do Remo

Na próxima quinta-feira (8), o Clube do Remo retorna aos gramados pela quinta rodada do Campeonato Paraense, no estádio Baenão, para encarar o Independente. O jogo reúne as duas equipes invictas até aqui pelo certame local, o que cria cenários para um jogo emocionante, ao menos na teoria. Até por isso, os jogadores do Leão Azul, embalados por uma vitória expressiva no primeiro clássico Re-Pa da temporada, visualizam um duelo complicado, mas de forma otimista para que o time saia, mais uma vez, vencedor.

“A gente tem que ter cuidado com qualquer equipe que vamos enfrentar. Não importa o adversário, se está na Série A, B ou C. Temos que ter os cuidados porque a equipe adversária está fazendo uma boa campanha”, alerta o zagueiro Rafael Jansen.

A preocupação do defensor se faz necessária não apenas pelo bom rendimento do Galo Elétrico, mas pela oscilação que o sistema defensivo remista tem apresentado, jogo após jogo. Nesse ponto, Jansen tentou explicar a importância da paciência neste começo de 2021. “A crítica vai existir sempre, mas a gente tem que estar preparado pra quando for cobrado. A gente sabe que está em um clube grande, de massa, e, independente do que aconteça, a cobrança vai existir sempre. Vamos estar preparados para trabalhar no dia a dia para corrigir”, comentou o jogador ao frisar, também, outro fator importante. “O importante é enaltecer a força do grupo, que a gente vem fazendo uma sequência boa no ano. A força da equipe é o que importa. Jogo após jogo vamos chegar num momento muito bom, como foi na Série C ano passado”, disse.

Por isso, destacando a busca pela regularidade, o atleta afirma que é preciso humildade até neste momento invicto. “Todo jogo tem uma história e todo jogo temos que tirar uma lição. Nesse jogo vencemos, mas vamos tirar a lição para não cairmos na soberba, porque não ganhamos nada. Demos mais um passo para, com certeza, chegar na frente e colher bons frutos”, ponderou.

Conteúdo Relacionado


0 Comentário(s)

MAISACESSADAS