Edição do dia

Edição do dia

Leia a edição completa grátis

Previsão do Tempo
24°
cotação atual R$

Esporte / Esporte Pará

PAYXÃO BICOLOR

'Dona Beth Papão' e a curiosa história sobre a bandeira da Curuzu. 'Emoção forte'

Elizabeth Porto conta um pouco da peça que criava em casa para o estádio da Curuzu

sábado, 09/01/2021, 18:11 - Atualizado em 09/01/2021, 18:11 - Autor: Diego Beckman


| Reprodução / Facebook

Já diria uma música conhecida da Fiel. ‘De norte a sul, de leste a oeste, é tradição o pavilhão alviceleste’. Esse trecho tem especial sentido na vida de uma torcedora fervorosa do Paysandu Sport Club.

 

Elizabeth Porto, mais conhecida como ‘Dona Beth Papão’, tem uma história especial ligada ao clube: a bandeira que tremula no estádio da Curuzu foi confeccionada pelas suas mãos, como um ‘elo’ entre Beth e o clube.

Atualmente, a torcedora não pode ir aos jogos do clube por estar em cadeira de rodas, mas nada impede de mostrar o amor que sente pelo Papão da Curuzu.

“Uma emoção muito forte, de ver aquilo que fiz. Não posso mais ir ao estádio hoje, ia em todos os jogos antes, mas estou em cadeira de rodas. É uma emoção pura”, descreve emocionada.

 

Reprodução / Facebook
 

Mesmo sem ir a Curuzu, dona Beth cumpre um ritual: todos os dias se veste nas cores azul e branca, as mesmas do clube bicolor.

Dona Beth espera que a bandeira bicolor tremule forte neste domingo (10), dia que pode marcar o retorno do clube para a Série B do Campeonato Brasileiro. E o melhor: em cima do Remo, eterno rival.

Conteúdo Relacionado


0 Comentário(s)

MAISACESSADAS