Edição do dia

Edição do dia

Leia a edição completa grátis

Previsão do Tempo
24°
cotação atual R$

Esporte / Esporte Pará

FOCO NO QUADRANGULAR

Paysandu: pendurados podem causar mudanças para Re-Pa

São oito os pendurados no Papão. Entre eles, os atacantes Nicolas e Uillian Barros

terça-feira, 01/12/2020, 19:11 - Atualizado em 01/12/2020, 19:10 - Autor: Tylon Maués/ Diário do Pará


Um dos artilheiros do time bicolor, Uilliam Barros também tem dois cartões amarelos na conta
Um dos artilheiros do time bicolor, Uilliam Barros também tem dois cartões amarelos na conta | Divulgação/ Ascom PSC

Por mais que o Re-Pa só decida onde os rivais estarão na fase seguinte, se no mesmo grupo ou não, o clássico tem seu nervosismo intrínseco que, na maioria das vezes, rende vários cartões amarelos e não raros cartões vermelhos. Por conta dessa característica própria, o jogo ganha importância a mais por causa da quantidade de jogadores pendurados com dois amarelos. Se do lado azulino são cinco atletas, do bicolor são oito jogadores nessa situação. Cabe lembrar que ao final da 1ª fase os cartões amarelos serão zerados, o que não inclui o terceiro cartão amarelo nem o cartão vermelho, cuja suspensão automática decorrente permanece em vigor.

Zagueiro bicolor não quer moleza no Re-Pa: 'é um torneio à parte'

Por mais que o Paysandu vá para o clássico sem nenhum desfalque por cartão, o que não falta é jogador que vai entrar em campo com uma preocupação a mais. Todos dizem que quando o apito é dado ninguém lembra disso, mas estrear na segunda fase com vários desfalques é algo que preocupa a comissão técnica, o que faz com que não se descarte a possibilidades de mudanças no time principal.

Os oito pendurados do Papão são: o lateral-direito Tony, o zagueiro Wesley Matos, os volantes PH e Serginho, os meias Alex Maranhão e Juninho e os atacantes Nicolas e Uilliam Barros, estes os artilheiros do time na Terceirona. Uilliam, além da questão dos cartões, também está em tratamento de uma lesão na coxa direita. PH também preocupa, pois deixou o campo no jogo de sexta-feira com dores no tornozelo esquerdo.

No caso da defesa, o zagueiro Perema lembra que o setor defensivo já jogou com várias formações durante a competição e manteve uma regularidade. Nos últimos sete jogos, fase em que o Papão melhorou consideravelmente na tabela, a zaga teve várias formações e foi bem.

“É importante esse entendimento. Temos uma continuidade desde o ano passado na defesa e esse entrosamento faz diferença. Mesmo quando teve mudança, os jogadores que entraram mostraram uma qualidade enorme e mantiveram o nível. Espero que esse desempenho seja mantido até o fim do campeonato”, confirmou Perema. Sobre o gol da vitória sobre o Botafogo-PB, Perema até brincou com a situação relembrando das cobranças dos companheiros. “São gols importantes. O pessoal me cobrava mais gols, mas para mim é importante não tomar gols. Fazer gols é muito bom e muito importante, mas não levar e os meninos do ataque fazendo eu fico muito feliz”.

Conteúdo Relacionado


0 Comentário(s)

MAISACESSADAS