Edição do dia

Edição do dia

Leia a edição completa grátis

Previsão do Tempo
31°
cotação atual R$

Esporte / Esporte Pará

CAMPEÃO!

Deiveson finaliza Alex Perez com guilhotina e mantém cinturão

Combate terminou aos 1m57s do primeiro round e o "Deus da Guerra" saiu vitorioso da sua primeira defesa de cinturão

domingo, 22/11/2020, 11:35 - Atualizado em 22/11/2020, 11:33 - Autor: Diario Online


Deiveson Figueiredo vibra ao bater mais um adversário
Deiveson Figueiredo vibra ao bater mais um adversário | Reprodução/UFC Facebook

O paraense Deiveson Figueiredo mostrou como se faz um campeão. Na madrugada deste domingo (22), ele fez a sua primeira defesa de cinturão do peso-mosca do Ultimate, em Las Vegas (EUA), pelo UFC 255. E como um bom vencedor, o "Deus da Guerra" finalizou Alex Perez com uma guilhotina a 1m57s do primeiro round, na luta principal do evento.

Com isso, o marajoara manteve o título do peso-mosca para o Pará, e para o Brasil.

Alex Perez iniciou a luta com um chute vazio, mas foi revidado com chute na costela. O momento mais emocionante da luta foi quando o "Deus da Guerra" fez uma transição dando um bote na perna do americano, que ficou perdido com o golpe. Quando Deiveson tentou se levantar, o oponente foi para as costas dele, mas o marajoara usou uma guilhotina afiada e finalizou com classe do jeito q campeão faz.

Reprodução/UFC Twitter
 

Reprodução/UFC Twitter
 

“Eu treinei muito. Preparei essa surpresa, sabia que ele não iria querer trocar. Falei que finalizaria no primeiro round. Me chame Mestre dos Magos. (...) Eu sabia que ele usaria esse jogo comigo, usou contra o Formiga e acabou nocauteando. Sou inteligente, vim para quebrar o jogo dele. Ele nunca me viu chutando. Quero enfrentar o Brandon Moreno. Brandon, você quer lutar comigo em dezembro? Estou à disposição. Dana, vamos fazer essa luta acontecer. Eu sou muito bom de guilhotina, faço isso a vida toda. Ele fez algo que não deveria ter feito: me colocar para baixo. O cara que me colocar para baixo no octógono vai cometer o maior erro da vida, porque vai ser finalizado”, disse o lutado em entrevista ao final do confronto.


Como ele é ousado, Deiveson chamou logo o primeiro colocado no ranking da categoria para um combate em dezembro. Porém, há possibilidade ainda que a próxima luta do "Deus da Guerra" seja com Cody Garbrandt, escalado anteriormente para a disputa, mas ele deixou o card por lesão.

Com um cartel surpreendente, Deiveson soma 20ª vez e apenas uma derrota na sua carreira.

Conteúdo Relacionado


0 Comentário(s)

MAISACESSADAS