Edição do dia

Edição do dia

Leia a edição completa grátis

Previsão do Tempo
27°
cotação atual R$

Esporte / Esporte Pará

ESTABILIDADE

Balanço: Paysandu já conseguiu engrenar na Terceirona?

Mesmo assim o clima de favoritismo para classificação não existe na Curuzu, tudo para não perder o foco da competição

sábado, 21/11/2020, 08:28 - Atualizado em 21/11/2020, 08:38 - Autor: Tylon Maués


PH explica que o time bicolor está atento para não ser surpreendido pelos rivais dos próximos duelos
PH explica que o time bicolor está atento para não ser surpreendido pelos rivais dos próximos duelos | Jorge Luís Totti/Paysandu

Depois de tantas dificuldades passadas nesta Série C, o Paysandu chega para as últimas três rodadas da primeira fase como favorito sobre os concorrentes para uma vaga para a segunda fase da competição. Mas, essa condição é vista de “banda” pelos atletas, que preferem pensar que a disputa está totalmente aberta para não serem surpreendidos num momento em que o Papão vai jogar apenas dentro de casa até o fim da primeira fase. Neste domingo (22) à tarde, o time bicolor recebe o Ferroviário-CE, no Mangueirão, e tem que vencer para se manter no G4 do Grupo A.

“Aqui não há nenhum clima de ‘oba-oba’. Estamos sempre ligados. Já passamos por muitas oscilações no campeonato e não vai ser agora que vamos perder o nosso foco. O próprio João Brigatti vem batendo nessa tecla para nãos sermos surpreendidos”, confirmou o volante PH, que revelou que dentro do elenco é normal que os jogadores fiquem analisando a tabela para verem as chances da equipe bicolor, o que só é deixado de lado durante os 90 minutos de bola rolando. “A gente fica olhando os demais resultados, mas só depois do jogo que vamos pensar sobre isso. Nós dependemos apenas das próprias forças, então temos que focar em vencer, depois analisar a tabela”.

PH salientou o fato de o Paysandu estar num processo de recuperação com o mesmo time e o mesmo elenco, este com alguns acréscimos nas últimas semanas. Segundo o meio-campista, o grupo sempre foi qualificado, mas faltava um entendimento um pouco maior sobre a competição para poder engrenar, entendimento que segundo ele já foi alcançado.

“Entramos nos eixos. Acho que entendemos melhor como se joga a Série C, com a mesma determinação nos 90 minutos. Depois desses cinco jogos, temos que buscar algo a mais, sem acomodação. A Série C é muito nivelada, tanto que muitos clubes ainda disputam a classificação e muitos ainda lutam contra o rebaixamento. Teremos um confronto direto e vai ser muito difícil, mas se vencermos nós daremos um passo enorme”.

O cabeça de área foi contratado no início do ano e encontrou um elenco que vinha de frustrações na reta final de 2019, mas que ganhou um voto de confiança da diretoria. Para PH, esses momentos difíceis criaram uma crosta nos remanescentes, que se tornaram mais “cascudos” para encarar as oscilações dentro da temporada. “As adversidades podem te fazer crescer se você souber encarar isso. Quem está aqui desde o ano passado, está mais forte agora. O grupo está mais maduro e pronto para reagir às dificuldades”.

Conteúdo Relacionado


0 Comentário(s)

MAISACESSADAS