Edição do dia

Edição do dia

Leia a edição completa grátis

Previsão do Tempo
30°
cotação atual R$

Esporte / Esporte Pará

POR SEQUÊNCIA

Leão quer vitória para garantir o topo contra o Jacuipense

É nesse ritmo que o Clube do Remo pretende jogar no Mangueirão, contra o Jacuipense-BA, pela Série C. Uma vitória garante o Leão Azul na briga pelo topo da tabela da competição

sábado, 10/10/2020, 09:26 - Atualizado em 10/10/2020, 10:31 - Autor: Matheus MIranda


Tcharlles volta ao ataque azulino após cumprir suspensão
Tcharlles volta ao ataque azulino após cumprir suspensão | Samara Miranda/Remo

Pela sequência vitoriosa na Série C e manutenção no G4 - e de olho na liderança do grupo - o Clube do Remo encara, nesta noite, a partir das 19h, o Jacuipense-BA, no estádio Mangueirão, em Belém. A partida válida pela décima rodada do certame marca o fim da série de quatro jogos consecutivos realizados pelos azulinos como mandante. Dessa maneira, o desejo em fazer bonito em casa para ratificar a boa fase, é o principal objetivo remista para o embate de logo mais, que contará com retornos importantes para a montagem da onzena por parte da comissão técnica.

A principal delas, a volta do atacante Tcharlles, que ficou de fora do clássico Re-Pa passado em virtude de suspensão. Mesmo com o bom momento dos jovens da base do Leão, o atleta deve voltar de cara na montagem do time titular. Os zagueiros Fredson e Rafael Jansen, barrados pelo DM também na partida passada, devem ser relacionados para este sábado. Em contrapartida, o meia Eduardo Ramos virou dúvida para o embate, já que o mesmo teria testado positivo para Covid-19. O DM azulino comunicou que irá se pronunciar sobre a situação somente momentos antes do duelo.

Em momentos distintos na competição, com o Remo há três jogos sem perder, com dois triunfos seguidos, enquanto o adversário segue há mais de mês sem vencer, ainda assim, o grupo destaca um grande duelo com o Jacuipense. “Estou esperando o jogo mais difícil possível. Antes deles perderem por um resultado atípico, estavam há seis jogos sem perder. É uma equipe madura, com jogadores experientes. Com certeza temos que ter muita inteligência para atingirmos a nossa vitória”, avaliou o técnico Paulo Bonamigo.

Nesse sentido do confronto, o comandante azulino engrossou o coro dos seus atletas ao longo da última semana, de mirar e buscar a evolução em campo. “Sempre importante ir crescendo, somando pontos, não ficar em zona confortável. Continuar evoluindo. É preciso maturidade para aproveitar o bom momento e transformar em pontos. Tem que ir nesse jogo respeitando, mas que tenha persistência, coração e alma como teve no clássico”, exemplificou o professor.

Às vésperas da principal festa-símbolo do Estado, que é o Círio de Nazaré, Paulo Bonamigo comentou que a fé em Nossa Senhora também será imprescindível pelo caminho rumo ao sucesso nos trabalhos. “Sempre faço pedido dentro da minha fé. Ela faz parte da minha vida, é importante a gente saber que precisamos de saúde e proteção divina para poder trabalhar com dignidade para desenvolver da melhor maneira o nosso trabalho”, destacou.

A dúvida agora é só o maestro

Nos últimos dois jogos realizados pela equipe do Clube do Remo, a engrenagem do time ajustou um ponto negativo que vinha sendo apontado para a falta de resultado em campo, que era o cuidado com o toque final. Não por acaso, a média ofensiva do Remo deu uma guinada expressiva de quatro gols em dois jogos, média de duas bolas na rede por partida. Contra o Jacuipense, no quarto jogo consecutivo em casa, os jogadores esperam continuar caprichosos e, consequentemente, sem espaço para erros, em uma partida importante nesse começo de returno.

“Temos sempre que buscar a perfeição, mesmo sabendo que não vamos atingir para que a cada dia nós possamos estar bem melhor que ontem”, comentou o volante Charles, titular na cabeça de área.

Única equipe a iniciar essa reta final de Série C embalada com duas vitórias no retrospecto, o Leão Azul vai campo esta noite com a moral de ter vencido o Paysandu na rodada anterior e de forma imponente.

Assim, o técnico Paulo Bonamigo não deve abrir mão do modelo técnico e tático que tem utilizado para seguir evoluindo com o time. Dessa maneira, apenas uma dúvida paira para a construção do time que vai tentar engatar a terceira vitória, que é a de Eduardo Ramos, que aguarda uma contraprova de teste de Covid-19.

Caso o jogador seja barrado, a tendência é que Wallace seja titular e faça dupla ofensiva com Tcharlles, que retorna à equipe após suspensão. A alteração, contudo, só deve ser confirmada na tarde deste sábado, perto do horário do duelo. Caso seja acionado, Wallace adiantou que segue afiado para continuar sendo o amuleto decisivo azulino. “Estou me preparando, trabalhado forte para sempre ajudar o time e os meus companheiros a conquistar a vitória e a subir na tabela”, disse.

Contratado surpreende e vai embora sem jogar

Às vésperas da partida deste sábado, pela décima rodada da Terceirona, a diretoria de futebol do Clube do Remo surpreendeu ao anunciar, no começo da tarde de ontem, o desligamento do meia-armador Gustavo Hebling, em menos de um mês da contratação do profissional. Hebling foi anunciado em meados de setembro, na primeira leva de reforços após o Campeonato Paraense. O meia deixa o Baenão após nenhum jogo disputado e sem ser relacionado para nenhum confronto enquanto esteve em Belém, após declarar que “daria a vida” para o Leão Azul.

Durante o “passeio” em Belém, o atleta focava no seu condicionamento físico e em um trabalho específico de resgate muscular. Conforme a nota de rescisão, a quebra de vínculo partiu do próprio jogador ao abrir mão, também, do que receberia pelos dias trabalhados desde a sua apresentação.

De acordo com a diretoria de futebol, o departamento segue vivo no mercado para fechar contratações. Com a vaga na posição, os dirigentes adiantaram, também, que o Remo ainda busca jogadores de ataque, com foco em um centroavante e um atacante de beirada.

Rival quer chegar mais perto do G4

Na expectativa de iniciar o returno da Série C de maneira positiva, o Jacuipense-BA encara o Clube do Remo, no Mangueirão, com o foco total na reabilitação. Depois de quatro jogos em branco no quesito vitória, fora de casa, a equipe baiana almeja voltar a somar pontos e, consequentemente, se aproximar do G4 da tabela. Por isso, mesmo com os desfalques do zagueiro Kanu e do atacante Thiaguinho, a equipe deve adotar postura mais incisiva da sua partida passada, ocasião em que perdeu, em casa, para o Vila Nova-GO, por 3 a 0.

Para as lacunas, o técnico Jonilson Veloso deve promoter Matheus e Popô, na zaga e no ataque, respectivamente. No anseio do resultado positivo, em caso de um novo revés, o Leão do Sisal pode figurar na zona de rebaixamento ao final da rodada. Dessa maneira, contra o Leão Azul, a equipe mostra-se atenta e ciente das dificuldades que vai encarar na busca pelos três pontos, em Belém. “É mais uma partida difícil e de alto nível que vamos enfrentar. Estamos preparados para dar o nosso melhor”, disse o técnico Jonilson.

Conteúdo Relacionado


0 Comentário(s)

MAISACESSADAS