Edição do dia

Edição do dia

Leia a edição completa grátis

Previsão do Tempo
30°
cotação atual R$

Esporte / Esporte Pará

ILUMINADO?

Ricardo Luz é a esperança do Remo para deslanchar a posição

Ricardo Luz deve ir a campo já neste domingo, contra o Manaus

sábado, 26/09/2020, 08:19 - Atualizado em 26/09/2020, 11:02 - Autor: Matheus Miranda/ Diário do Pará


Ricardo foi apresentado nesta sexta-feira (25) pelo Clube como mais uma esperança para deslanchar na posição. Atleta se diz credenciado a ter bom desempenho.
Ricardo foi apresentado nesta sexta-feira (25) pelo Clube como mais uma esperança para deslanchar na posição. Atleta se diz credenciado a ter bom desempenho. | SAMARA MIRANDA-REMO

Já não é novidade para nenhum azulino o mistério que rodeia a lateral direita do Clube do Remo. Não à toa, ontem à tarde, a sexta contratação da posição somente nesta temporada foi oficialmente apresentada: Ricardo Luz, de 25 anos, abordou o fato de tentar, daqui para frente, ser a solução que a diretoria e a torcida esperam há anos para o bom desempenho na função. Regularizado, o atleta deve apresentar a qualidade que o trouxe ao Leão já neste domingo (27), contra o Manaus-AM.

Caso Ricardo seja acionado, especialmente como titular, boa parte das atenções deve ser direcionada para sua participação pelo baixo rendimento apresentado pelos candidatos à vaga em 2020. Nomes como Nininho e Cesinha, por exemplo, decepcionaram na tentativa. Everton Castro, que chegou após a paralisação, não conseguiu se firmar ao conviver constantemente com lesões.

Pelo voto de confiança da diretoria, Ricardo Luz demonstrou gratidão. “Estavam precisando de um lateral-direito de origem. Fiquei feliz do Remo ter essa confiança em mim e espero corresponder. Fiquei um mês em casa, mas junto com a comissão técnica vamos decidir o melhor momento de entrar e fazer o melhor para o Remo. É um clube de nome, de camisa”, disse o jogador.

PROBLEMA CRÔNICO

O problema na posição do time remista não é algo novo. Nos últimos anos, o Fenômeno Azul teve a sua paciência testada rigorosamente pela quantidade de perna de paus testados no ofício. Em 2019 foram outras cinco tentativas em se firmar e ajudar o time pela posição. Apenas Rafael Jansen deu ‘caldo’ e segue atualmente quebrando galho pelo lado direito.

Ricardo Luz avalia que tem características boas para colocar em campo e quebrar essa ‘maldição’ na posição. “Procuro ser um lateral bem equilibrado e chegar ao ataque. Tenho uma boa bola parada. Procuro estar buscando essas características dentro do jogo”, destacou. Confira a seguir outros assuntos mencionados pelo jogador.

DUPLA FUNÇÃO

“Atuei como volante no começo da carreira. É mais pela necessidade. Se tiver precisando, atuo também como volante”.

CONDIÇÃO FÍSICA

“Estava há pouco mais de um mês parado. Creio que é uma questão só de um pouco de tempo para estar nos 100% da minha forma física”.

SÉRIE C

“A Série C é um campeonato difícil. Às vezes você faz um bom jogo, mas não faz o gol. Creio que uma sequência de três ou quatro vitórias já nos põe no topo da tabela. É continuar firme em busca das vitórias”.

CONTRATAÇÃO

Está complicado achar jogadores bons e baratos

A diretoria de futebol do Remo segue atenta ao mercado para contratações, com foco total, agora, para os jogadores de ataque. Só que, conforme destacado pelo ex-treinador azulino, Mazola Júnior, não tem sido uma tarefa fácil encontrar jogadores de qualidade que caibam dentro do orçamento. A negociação com o atacante Patrick Carvalho é um exemplo. Próximo de acertar vínculo, o jogador acabou optando por aceitar uma proposta do exterior.

“Estamos procurando, mas não podemos contratar apenas por contratar. Era público o nosso interesse pelo Patrick, mas não deu certo. Mas estamos com bons nomes”, disse o diretor Dirson Medeiros.

Outro jogador que esteve encaminhado para vestir azul-marinho para a sequência da temporada foi meia-atacante Júnior Brítz, do Náutico. E assim como foi o caso com o atacante cria do Fluminense, a vitrine pesou na hora da canetada final. “Pesou a Série B com ele (Britz). O time pode nem estar em um bom momento, mas o fato de jogar uma Série B fala mais alto”, comentou, visto que o atleta deve fechar com o Sampaio Corrêa.

META DE DOMINGO

Neste domingo, às 18h, o Clube do Remo terá um teste de fogo pela Série C. O time tentará pôr um ponto final na má fase contra um adversário encrenqueiro, que é o Manaus-AM. Será a segunda partida consecutiva remista em casa, no Mangueirão, em duelo que antecede o primeiro clássico Re-PA desta edição de Terceirona. Se já não bastassem elementos suficientes para que a equipe desse a alma em campo em busca da vitória, a depender do resultado, o time pode voltar ou se afastar de uma vez da zona de classificação do certame.

Desse modo, a postura coletiva será imprescindível para obter os três pontos, algo que tem deixado a desejar nos compromissos recentes da equipe. Para isso, o técnico Paulo Bonamigo poderá promover algumas mudanças na sua reestreia no comando técnico do Leão Azul. Mesmo sem adiantar a escalação, a tendência é que ao menos duas modificações ocorram na onzena titular em comparação com a escalação que iniciou na rodada passada contra o Botafogo-PB, em partida que terminou empatada em 0 a 0 e custou a estadia azulina no G4.

EDUARDO RAMOS

Eduardo Ramos deve começar a partida
no Mangueirão
Eduardo Ramos deve começar a partida no Mangueirão SAMARA MIRANDA-REMO
 

Eduardo Ramos deve voltar a ser acionado, assim como o lateral-direito Ricardo Luz, com o camisa 10 mais adiantado. Independentemente de quem for escalado, o treinador, pelo pouco tempo que teve para impor o seu estilo de jogo, destacou que o foco será em conquistar o resultado, seja com jogo bonito ou não. “Nesse primeiro momento precisamos muito mais de resultados do que performar. Precisamos da matemática”, colocou.

Conteúdo Relacionado


0 Comentário(s)

MAISACESSADAS