Edição do dia

Edição do dia

Leia a edição completa grátis

Previsão do Tempo
29°
cotação atual R$

Esporte / Esporte Pará

A ZONA TÁ NA PORTA

Avaliação unânime: Papão não jogou nada contra o  Jacuipense

quinta-feira, 10/09/2020, 08:06 - Atualizado em 10/09/2020, 08:06 - Autor: Tylon Maués


Time bicolor volta a decepcionar a Fiel e cai para a Jacuipense dentro de casa. A alegria já deu espaço à preocupação com a 8ª posição na tabela
Time bicolor volta a decepcionar a Fiel e cai para a Jacuipense dentro de casa. A alegria já deu espaço à preocupação com a 8ª posição na tabela | Fernando Araújo

Para Hélio dos Anjos, a derrota para o Jacuipense-BA, em plena Cuzuru, por 2 a 1, teve várias explicações quanto à parte técnica, mas o principal fator salientado por ele foi quanto a falta de atitude do Paysandu. Desgaste, cansaço, mal posicionamento, tudo contribuiu um pouco, mas foi a apatia em campo foi o principal defeito comentado pelo treinador bicolor. Algo que ele admitiu terá que mudar para o jogo de sábado contra o Treze-PB.

“Pesou a gente (não) jogar mais futebol, bater no peito e dizer que poderíamos jogar tudo o que podemos. Não gostei da mobilidade ofensiva, que foi horrível. Estou preocupado. Dentro do que entendo de futebol se não houver mais concentração e assumir as funções vamos lamentar”, disse.

Hélio dos Anjos completou: “Não incomodamos o adversário como poderíamos. Nosso centroavante mal teve chances de concluir alguma jogada. Não tivemos lucidez do meio para frente e nem vindo de trás. Faltou penetração, faltou presença na área, sobrou uma posse de bola inútil”.

Autor do gol bicolor, o centroavante Uilliam Barros lamentou desde o desempenho ruim até a falta de atenção no segundo gol sofrido. “Estivemos abaixo do que podemos, levamos um gol cedo e foi uma partida muito travada. Também não podemos levar um gol logo depois de empatarmos. Agora é descansar e trabalhar para o próximo compromisso”.

As falhas de atenção nos gols do time baiano foram comentadas pelo treinador, que lembrou também a ineficiência do Papão no ataque. “Se tiver muita calma fica passivo. Acho que faltou assumirmos as rédeas do jogo, apresentar o que podemos apresentar. O goleiro adversário pegou muito pouco na bola. Falhamos nos dois gols, falhamos ao não articularmos as jogadas. Não fizemos nada para sair daqui com um resultado melhor”.

Conteúdo Relacionado


0 Comentário(s)

MAISACESSADAS