Edição do dia

Edição do dia

Leia a edição completa grátis

Previsão do Tempo
29°
cotação atual R$

Esporte / Esporte Pará

4ª RODADA

Paysandu enfrenta o Manaus em combate 100% amazônico 

Na Arena da Amazônia, o Paysandu visita o Manaus em busca de sua segunda vitória na Série C. Adversário, por outro lado, quer fazer valer o mando de campo e conquistar o primeiro triunfo

sábado, 29/08/2020, 08:44 - Atualizado em 29/08/2020, 09:14 - Autor: Tylon Maués


Atacante bicolor avalia que está em um ano mais produtivo que em 2019, mesmo com a pandemia
Atacante bicolor avalia que está em um ano mais produtivo que em 2019, mesmo com a pandemia | Divulgação

Com apenas uma vitória neste início de Série C, o Paysandu conseguiu um salto considerável na classificação do Campeonato Brasileiro, pulando para a quinta colocação. É apenas o começo da competição, mas a obrigação é não se afastar do G4 e permanecer por lá até os momentos decisivos da primeira fase. Hoje à noite, o Papão volta a campo, mais uma vez fora de casa. O time paraense encara o Manaus-AM, na capital amazonense, às 19h.

O Gavião do Norte vem com muitas mudanças diante da equipe paraense, mas o treinador bicolor garante que, de surpresa, o Paysandu não será pego. Hélio dos Anjos salienta não só conhecer bastante o adversário como o fato de, com a velocidade e facilidade da comunicação, ninguém mais ser surpreendido por esquema tático ou posicionamento adversário. Nesse panorama, diz o treinador, o que se sobressai é a qualidade de um time bem armado ou a individualidade de um jogador.

“Há dois, três anos, o Manaus quase não tinha calendário e hoje tem a consequência de um excelente trabalho, com um belo aproveitamento dentro de casa. O nível do trabalho lá é muito alto”, disse. “Não existe surpresa de nenhum time hoje em dia. Pelas informações, sei como jogam times do Japão, do Qatar, de qualquer lugar. Nenhum dos times da Série C será uma surpresa para alguém. A surpresa vem do lance individual, da qualidade técnica”, completou Hélio dos Anjos.

Grupo A terá jogo transmitido pela Band/RBATV

Time Bicolor 

Com a ausência de Bruno Collaço, lesionado, e Diego Matos como substituto imediato, o comandante bicolor tem apenas a dúvida quanto a Luiz Felipe e Juninho no meio de campo. Por mais que o primeiro esteja melhorando a cada jogo, o segundo foi contratado para ser o titular e teve uma boa estreia. “O Juninho é um jogador versátil. Joga no meio ou pelos lados. Está bem adaptado e vem de uma disputa muito forte no Campeonato Paulista. Tenho uma esperança que ele acrescente bastante ao grupo”, diz o técnico.

Entre os jogadores, há a certeza que o embate de hoje será dos mais equilibrados e difíceis. O goleiro Gabriel Leite afirma que dentro do elenco todos sabem que o Paysandu vai encarar uma partida difícil na Arena da Amazônia diante de um adversário que tem ficado mais forte ano após ano. “O Manaus é uma equipe muito forte e vem se estruturando nos últimos anos. Não é à toa que chegou na decisão da série D de 2019. É um elenco muito qualificado. A gente espera fazer um grande jogo e conseguir um ótimo resultado”.

Oportunidade para Nicolas somar gols

Atacante bicolor avalia que está em um ano mais produtivo que em 2019, mesmo com a pandemia
Atacante bicolor avalia que está em um ano mais produtivo que em 2019, mesmo com a pandemia Divulgação
 

A semana tem sido das melhores para o centroavante Nicolas. Além de renovar o contrato com o Paysandu por mais dois anos, o jogador se viu incluído na lista dos principais artilheiros do futebol brasileiro em 2020. A relação de goleadores leva em consideração os campeonatos estaduais e regionais, além de torneios nacionais e continentais.

CBF atende pedido e muda jogos do Remo pela Série C

Na briga pela artilharia nacional, o bicolor ocupa a quarta colocação ao lado do atacante João Carlos, do Volta Redonda-RJ, ambos com 11 gols marcados. Em primeiro vêm empatados Nenê (Fluminense-RJ), Tiago Oboró (Fortaleza-CE) e Léo Gamalho (CRB-AL), todos com 15 gols.

Para Nicolas, apesar de todas as dificuldades, o ano está sendo mais proveitoso ainda do que 2019. “Estou mais adaptado a tudo e houve uma evolução técnica e tática. Hoje jogo de uma maneira diferente do que fiz em parte da temporada passada. Tenho recebido boas bolas, boas assistências. Talvez por isso esteja conseguindo ser mais efetivo”.

Nicolas diz que vê muitas equipes em crescimento na competição nacional, a exemplo do Papão. “As equipes vão evoluir, assim como o Paysandu irá crescer. Temos que continuar fortes e pontuando, porque em algum momento as coisas não sairão como queremos. Por isso, não podemos desperdiçar as chances quando elas aparecerem”.

Lista dos goleadores

Nenê (Fluminense) - 15 gols

Tiago Orobó (Fortaleza) - 15 gols

Léo Gamalho (CRB-AL) - 15 gols

Gabigol (Flamengo) - 13 gols

Cano (Vasco) - 12 gols

Edu (Brusque) - 12 gols

Cléber (Ceará) - 12 gols

Nicolas (Paysandu) - 11 gols

João Carlos (Volta Redonda) - 11 gols

Manaus com baixas, time muda

O Manaus deve ter algumas mudanças para encarar o Paysandu hoje à noite. Devido aos desfalques, o técnico Luizinho Lopes pode ter de improvisar na equipe titular. Igor ainda não conseguiu se recuperar da tendinite e deve ficar de fora. Entre as prováveis novidades estão Gabriel Davis e Paulinho Simionato nos lugares de Rafael Carrilho e Mateus Oliveira, o que teoricamente deixa o time amazonense mais ofensivo. O Manaus ainda busca a primeira vitória na competição.

O recém-contratado atacante Luizinho, de 23 anos, anunciado na última quarta-feira, pode ser a novidade entre os relacionados. O Gavião tem sofrido com lesões nos últimos dias. Além do meia Hamilton, lesionado na parte posterior da coxa esquerda, o lateral-direito Igor também passou a preocupar o DM do clube. Os dois estão de fora do confronto com o Paysandu.

Bicolores comemoram tempo de preparação

Entre a vitória sobre o Treze-PB e a partida deste sábado, o Paysandu teve uma semana inteira para descansar e se preparar, algo praticamente inédito nessa temporada, ainda mais depois da paralisação do futebol nacional pela pandemia de Covid-19. O fato foi comemorado por elenco e comissão técnica. “Foi uma semana boa, de treinos firmes. Quem vem jogando teve mais tempo para se recuperar e o Hélio buscou acertar os nossos erros. Foi muito proveitosa”, confirmou o volante Anderson Uchôa.

O técnico Hélio dos Anjos salientou a necessidade de recuperar seus atletas quando isso é possível. Daí a semana ter sido também para que o condicionamento físico fosse bem trabalhado. “Após o jogo contra o Treze-PB, a preocupação foi descansar o elenco, por isso tiveram folga fora do clube. Depois, o trabalho foi regenerativo e de manutenção”.

“A gente estava precisando de uma semana cheia de trabalho nesse momento. Desde que a gente voltou, não tínhamos tido mais do que dois dias, que na verdade foram só para descansar, recuperar”, confirmou o goleiro bicolor.

Ajustes em dia 

Segundo Gabriel Leite, foi tempo suficiente também para alguns ajustes táticos que se faziam necessários. “Para nós está sendo importantíssimo, para colocar algumas coisas em prática, ver o que a gente tem feito de bom, de ruim, melhorar nos pontos negativos”.

Atacante bicolor avalia que está em um ano mais produtivo que em 2019, mesmo com a pandemia
Atacante bicolor avalia que está em um ano mais produtivo que em 2019, mesmo com a pandemia | Divulgação
Gabriel Leite considera que jogo deste sábado será difícil para o Papão
Atacante bicolor avalia que está em um ano mais produtivo que em 2019, mesmo com a pandemia | Divulgação

Conteúdo Relacionado


0 Comentário(s)

MAISACESSADAS