Edição do dia

Edição do dia

Leia a edição completa grátis

Previsão do Tempo
27°
cotação atual R$

Esporte / Esporte Pará

PARAZÃO 2020

Remo: contagem regressiva para tentar conquistar o tri

sexta-feira, 31/07/2020, 09:14 - Atualizado em 31/07/2020, 09:14 - Autor: Matheus Miranda/ Diário do Pará


A missão de Mazola Júnior é conquistar o tri estadual e, principalmente, o acesso à Série B
A missão de Mazola Júnior é conquistar o tri estadual e, principalmente, o acesso à Série B | Divulgação/ Ascom Remo

Daqui a dois dias, o torcedor do Clube do Remo poderá acompanhar o retorno oficial da equipe aos gramados. Entre dispensas e contratações, o time azulino irá com força máxima para o compromisso diante do Águia de Marabá, para selar classificação rumo ao mata-mata do Campeonato Paraense. Com inovações no sistema tático e na formatação da onzena titular, o técnico Mazola Júnior assegurou à torcida que o grupo não irá poupar esforços neste regresso ao calendário esportivo.

Embora tenha assumido a comissão técnica remista antes da paralisação em três jogos ao longo de um mês, Mazola Júnior de fato passará a trilhar o seu caminho pelo Baenão a partir deste final de semana. Dessa maneira, ciente do peso da partida, que pode colocar o Remo, com um empate, mais próximo do objetivo do tri estadual, o comandante tratou de conscientizar o Fenômeno Azul quanto à paciência, a exemplo do que foi visto no Brasil afora, desde a volta do futebol, antes de tudo.

“Estamos cientes disso (dificuldades) e que pode acontecer, da equipe não se apresentar na sua total forma e qualidade. Temos muitas situações que aconteceram no mundo em relação às lesões. Então estamos procurando a equipe para que realmente o Remo possa alcançar, nesse calendário, todos os seus objetivos, que não serão fáceis. Mas temos certeza que o Remo vem muito melhor depois dessa parada”, compreende o técnico.

Acostumado em contar com o apoio da torcida por onde passou e de forma positiva, o treinador comentou sobre o baque que será sentido sem o calor azulino nas arquibancadas devido às partidas de portões fechados, em prevenção ao novo coronavírus. “Sabemos da importância e da influência que o torcedor do Remo tem na parte motivacional dos jogadores e minha também”, destacou, ao falar também que o coletivo fará seu melhor para conquistar o bom resultado. “Mas a gente tem trabalhado, sim, uma equipe, com um modelo de jogo que será o ideal, com as variações que devemos ter também, e a base deve ser por aí”, disse.

O treinador, que está realizando os últimos procedimentos para a definição da equipe de olho no jogo de domingo (2), às 15h30, no Baenão, ainda fez uma série de avaliações sobre a reformulação no plantel e planejamento remista a partir deste final de semana. Confira.

GRUPO ATUAL

“O que faltou no começo do ano não faltará agora, que são jogadores experientes, jogadores com lastro e um grupo muito equilibrado. E mesmo com algumas situações que não conseguimos resolver (contratações), no percentual de erros e acertos, acho que percentual é muito bom e muito bem aceito por nós”.

ESCALAÇÃO

“A gente não tem frescura de esconder essas coisas (escalação). Mas existe algumas situações pendentes. Não vamos esquecer que estamos a três (dois) dias ainda do jogo. Para não falarem que usei alguma artimanha, que falei um time hoje e usei outro, gostaria de pedir para não dar o time porque pode acontecer alguma mudança até domingo. A gente está trabalhando um time desde a primeira semana e em uma estrutura e plataforma que estamos priorizando a parte física e, principalmente, com aquele pessoal que está trabalhando desde o dia primeiro”.

DETERMINAÇÃO

“Devemos manter uma plataforma com quatro médios, dois atacantes e uma linha de quatro defensiva. A prioridade será nesse primeiro jogo muito mais pela parte física do que propriamente pela parte tática e técnica”.

COMPARAÇÃO

“É um time mais experiente, que vai sentir menos pressão, com mais lastro de acesso e de jogar em time grande e de toda a pressão que envolve você trabalhar no Clube do Remo. Nesse momento de reestruturação, em todos os aspectos do Clube do Remo e nessa necessidade vital em conquistar o acesso à Série B. Nessa situação, acredito que o grupo está mais forte em relação ao Paraense”.

Conteúdo Relacionado


0 Comentário(s)

MAISACESSADAS