Edição do dia

Edição do dia

Leia a edição completa grátis

Previsão do Tempo
29°
cotação atual R$

Esporte / Esporte Pará

TRADIÇÃO

Sem Mangueirão? Re-Pa tenta contar com estádio até o fim da Série C

sábado, 25/07/2020, 20:33 - Atualizado em 25/07/2020, 20:43 - Autor: Diego Beckman


| Jorge Luiz / Paysandu SC

Nesta semana, a Confederação Brasileira de Futebol (CBF) confirmou a tabela detalhada do Campeonato Brasileiro da Série C e com o Re-Pa do primeiro turno marcado para o estádio Leônidas Castro, a Curuzu, após 18 anos.

E MAIS: Relembre os últimos clássicos na Curuzu.

Ainda sem expectativa de público, os dois clássicos podem ser realizados tanto na Curuzu quanto no Baenão. O último deles está marcado para o dia 6 de dezembro e já sem o estádio Mangueirão, que tem obras previstas para começar no mês de novembro.

Para o Re-Pa do returno, o estádio remista já deverá contar com o seu sistema de iluminação, porém o presidente do Remo Fábio Bentes acredita contar com o Mangueirão para os dois clássicos, mesmo sem público.

Por meio de nota, a Secretaria de Desenvolvimento Urbano e Obras Públicas (SEDOP) informa que até o momento, o início das obras de reforma do estádio Olímpico do Pará está mantido para o mês de novembro, o que pode provocar com que Leão e Papão possam jogar o quadrangular da Terceirona em seus estádios.

Apesar disso, Remo e Paysandu já conversam entre si para tentar adiar as obras do Mangueirão para após a campanha paraense no Campeonato Brasileiro, principalmente no último jogo, por ser em dezembro e com possibilidade de torcida no estádio, desde que haja a vacina para a covid-19.

VEJA OS CENÁRIOS PARA OS CLÁSSICOS

CENÁRIO 1:

Turno: Estádio da Curuzu sem torcida

Returno: Estádio Baenão sem torcida

CENÁRIO 2:

Turno e returno: Mangueirão sem torcida

CENÁRIO 3:

Turno; Mangueirão sem torcida

Returno: Mangueirão com público


A idéia de clássicos em Curuzu e Baenão será colocada à prova no Parazão de 2021, quando será realizado nos dois estádios e com torcida única, caso as autoridades sanitárias já liberem eventos esportivos com público.

Conteúdo Relacionado


0 Comentário(s)

MAISACESSADAS