Edição do dia

Edição do dia

Leia a edição completa grátis

Previsão do Tempo
31°
cotação atual R$

Esporte / Esporte Pará

REFORMA

Paysandu não será prejudicado com reforma do Mangueirão

sábado, 27/06/2020, 09:31 - Atualizado em 27/06/2020, 09:51 - Autor: Nildo Lima


Obra no Mangueirão é considerada essencial para estádio retomar protagonismo, lembra Ricardo Gluck Paul.
Obra no Mangueirão é considerada essencial para estádio retomar protagonismo, lembra Ricardo Gluck Paul. | Bruno Cecim/Ag.Pará

O projeto de reforma do Mangueirão, apresentado nesta sexta-feira (26), pelo governador Helder Barbalho, em reunião com os representantes dos clubes locais e da Federação Paraense de Futebol (FPF), em reunião na sede do poder estadual, arrancou todos os elogios possíveis do presidente do Paysandu, Ricardo Gluck Paul. “O projeto é realmente muito interessante”, afirmou o dirigente. “É um projeto que traz o Mangueirão de volta a um protagonismo que ele já teve lá atrás”, prosseguiu Gluck Paul. “É triste falar isso, mas (o Mangueirão) é hoje um equipamento obsoleto, ultrapassado”, avaliou.

De acordo com o presidente do Papão, a reforma anunciada pelo governador recolocará o principal estádio do futebol do Pará entre os mais importantes do país. “Agora com essa reforma, sem dúvida nenhuma, o Mangueirão será um equipamento muito próximo daquilo do que a gente imaginava que deveria ser”, disse. O presidente destacou algumas das mudanças que serão feitas na praça esportiva. “A duplicação das rampas, os acessos (do público), a reorganização e ampliação do estacionamento e o próprio aumento de capacidade de público foram aprovadas por unanimidade”, afirmou.

TEMPO FECHADO

Gluck Paul salientou que, em função da reforma, o Mangueirão ficará por algum tempo impossibilitado de ser utilizado pelos clubes locais. “A gente vai passar um período sem estádio. Isso trará, sem dúvida, algumas questões delicadas, principalmente em relação aos clássicos e jogos de igual porte, mas é um sacrifício que vai valer apena e que precisa ser feito”, argumentou Gluck Paul. “Por isso o Paysandu parabeniza o Governo do Estado neste sentido”, disse o dirigente.

Atacante vai receber bolada do Paysandu após decisão judicial

Zagueiro vai desfalcar o Remo na volta do Parazão após punição

Como dispõe de um estádio, a Curuzu, em boas condições de receber jogos, com exceção de clássicos Re-Pa, em função da pequena capacidade de público, o Paysandu não deverá enfrentar dificuldades com o fechamento temporário do estádio estadual. Tanto nos últimos Estaduais como no Brasileiro das Séries B e C, o Papão mandou a maioria de suas partidas em sua própria casa, só levando para o Mangueirão partidas de grande apelo popular, como os confrontos com o maior rival e jogos decisivos das competições nacionais.

Conteúdo Relacionado


0 Comentário(s)

MAISACESSADAS