Edição do dia

Edição do dia

Leia a edição completa grátis

Previsão do Tempo
30°
cotação atual R$

Esporte / Esporte Pará

PRIORIDADES

Novas contratações estão descartadas no Paysandu

sexta-feira, 26/06/2020, 14:01 - Atualizado em 26/06/2020, 13:59 - Autor: Nildo Lima/ Diário do Pará


| (Foto: Reprodução)

Embora tenha encerrado, ontem, a testagem de seus profissionais ao novo coronavírus e fixado a volta do elenco ao trabalho para a próxima segunda-feira, dia 29, já que a antecipação foi permitida pela prefeitura de Belém, o Paysandu segue em silêncio no tocante à chegada de novos jogadores ao clube. Diferente de seu tradicional rival, o Clube do Remo, que anunciou a vinda de dois atletas, o Papão, de acordo com o presidente Ricardo Gluck Paul, em conversa com o DIÁRIO, não está tratando, ainda, com afinco da aquisição de gente nova para o seu plantel. A atenção da gestão bicolor, segundo o dirigente, está voltada para o cumprimento das obrigações financeiras do clube.

Elenco bicolor realiza segundo dia de testes para coronavírus.

Ex-jogador do Paysandu diz que parou de roubar por medo de morrer

“Estamos vivendo uma época de pandemia, com grandes dificuldades financeiras e nosso objetivo, no momento, é conseguir recursos para manter nossos compromissos financeiros em dia”, alegou Gluck Paul, se referindo mais especificamente ao pagamento dos salários do elenco e dos funcionários do clube. Ele salientou ainda que o Papão tem seu plantel formado para a sequência do Estadual, o que permite ao clube deixar para tratar concretamente da vinda de jogadores quando a questão financeira, bastante afetada pela pandemia do novo coronavírus, estiver
ao menos amenizada.

Embora o foco do Papão não esteja voltado para novas aquisições, Gluck Paul, não escondeu que o clube vem monitorando alguns jogadores. Os atletas, pelo que deu a entender o presidente, só devem chegar para a disputa da Série C do Brasileiro. “Temos alguns jogadores no farol sim, mas, como disse, nossa primeira preocupação é, sem dúvida, procurar manter as contas do clube em dia, o que tem sido muito difícil em função do problema de saúde pública que estamos vivendo”, comentou.

Questionado se o elenco bicolor, formado por 27 atletas, estaria dentro da quantidade ideal de jogadores para a disputa do Brasileiro, o dirigente afirmou não ter ideia sobre o assunto. “Mas é provável que a Série C vá exigir um número maior de atletas, já que agora as substituições aumentaram de três para cinco atletas”, observou. Gluck Paul revelou que a questão numérica do plantel bicolor será tratada nos próximos dias em reunião envolvendo o técnico Hélio dos Anjos, ele próprio, Gluck Paul, e funcionários do clube ligados ao
departamento de futebol.

Antes de desembarcar em Belém, procedente de Uberlândia, Minas Gerais, onde aguardava pela definição da volta do elenco do Paysandu ao trabalho, o técnico Hélio dos Anjos, já havia sinalizado com a necessidade da contratação de quatro a cinco novos jogadores pelo Paysandu.

Conteúdo Relacionado


0 Comentário(s)

MAISACESSADAS