Edição do dia

Edição do dia

Leia a edição completa grátis

Previsão do Tempo
26°
cotação atual R$

Esporte / Esporte Pará

SEM DATA

Remo aguarda protocolo para iniciar os trabalhos

sexta-feira, 19/06/2020, 18:51 - Atualizado em 19/06/2020, 18:51 - Autor: Matheus Miranda/ Diário do Pará


| Reprodução

O comitê que representa os setores de atividades econômicas locais, que abrange os clubes de futebol do Estado, tem alinhado minuciosamente o protocolo de saúde e segurança junto às autoridades competentes para retorno da grade de trabalho. Pelo lado do Clube do Remo, que já tem toda a sua cartilha interna elaborada pelo departamento médico no mesmo molde requerido pela CBF, a espera é somente pela aprovação dos órgãos regulamentadores para programar a esperada volta aos treinos.

Cria do Remo é dispensado por algoz do Paysandu na Copa Verde

O presidente azulino, Fábio Bentes, foi cirúrgico ao comentar sobre o otimismo para a retomada das atividades esportivas. “Acho que estamos cada vez mais perto desse retorno. Mas esse retorno precisa ser feito com responsabilidade. O Clube do Remo já vinha com o seu protocolo e ele está totalmente de acordo com aquele que foi aprovado pela FPF”, frisou.

No começo desta semana, o vizinho e rival do Leão Azul havia marcado uma data de retorno gradual aos treinamentos, mesmo que de forma fracionada, para hoje, mas que acabou sendo suspensa. Embora ansiosos para reiniciar os trabalhos no Baenão, Fábio Bentes bradou que o regresso só ocorrerá depois do consenso entre os responsáveis que estão trabalhando para isso. “O Clube do Remo segue aguardando a orientação dos órgãos de saúde. Nós só vamos marcar a data dos treinos quando os órgãos de saúde autorizarem”, afirmou.

O cartola ainda detalhou que, após o respaldo, o Remo, assim como as demais equipes, só precisaria de uma notificação para poder reunir com os atletas para poder, enfim, decidir uma data ideal. “A gente só precisa ser avisado com alguns dias de antecedência para mobilizar o retorno dos jogadores que estão nas suas cidades. A gente vem mandando, mantendo e acompanhando as atividades físicas que eles estão desempenhando. Claro que não é a mesma coisa que tivesse treinando em campo, mas, logo, logo vamos voltar à rotina, aos treinos e, se Deus quiser, aos jogos”, almeja o presidente.

Conteúdo Relacionado


0 Comentário(s)

MAISACESSADAS