Edição do dia

Edição do dia

Leia a edição completa grátis

Previsão do Tempo
29°
cotação atual R$

Esporte / Esporte Pará

NO RADAR

Papão deve trazer reforços a posições mais 'carentes' no elenco 

quinta-feira, 21/05/2020, 08:50 - Atualizado em 21/05/2020, 08:56 - Autor: Nildo Lima/ Diário do Pará


Hélio dos Anjos deve ganhar até 5 reforços tão logo o clube retome as atividades no pós-pandemia
Hélio dos Anjos deve ganhar até 5 reforços tão logo o clube retome as atividades no pós-pandemia | Divulgação/ Ascom PSC

Embora o assunto seja, publicamente, proibido, neste momento, na Curuzu, o Paysandu trabalha, nos bastidores, tendo em vista aumentar o poder de fogo de seu elenco para a Série C do Brasileiro, cujo início, assim com a reabertura do Estadual, não tem data certa para ter a bola rolando. Mesmo assim, os bicolores focam alguns atletas que estão sem clube ou ficarão disponíveis no mercado em breve. De acordo com uma fonte ligada ao clube, o Papão, em princípio, deverá trazer de 4 a 5 novos jogadores, que ocuparam espaços em posições carentes no elenco, caso, por exemplo, da lateral-direita.

Desde o início da temporada que o técnico Hélio dos Anjos vem trabalhando com apenas um lateral destro, no caso, o pernambucano Tony. O jogador passou a reinar absoluto na posição desde que Bruno Oliveira deixou à Curuzu, em 2019. Até aqui, Tony fez um total de 30 jogos pelo clube, incluindo as temporadas do ano passado e a deste ano. Sem peça de reposição para o setor, sempre que não pode contar com o titular da lateral, Dos Anjos tem recorrido à improvisação do volante Caíque Oliveira como uma espécie de quebra galho.

Mas, de acordo com o informante, o lateral-direito deverá ganhar um concorrente pela posição, caso a equipe ainda venha a jogar este ano. “Essa é uma das primeiras contratações, pelo que ouço, que o Paysandu deverá fazer”, afirma a fonte. “Alguns atletas já estão na lista de pretendidos pelo clube, embora nada tenha sido fechado ainda”, explicou. Mas, além do jogador de defesa, o clube ainda buscará atletas para o meio de campo e ataque. Esses profissionais, assim como o lateral, estão no “farol”, como chama o presidente Ricardo Gluck Paul, do Papão.

Por enquanto, porém, a ordem na Curuzu é gerenciar a crise causada pela pandemia do Covid-19. As contratações só sairão do papel mesmo após a Confederação Brasileira de Futebol (CBF) sinalizar com a reabertura do futebol nacional. “Até lá essas contratações seguem em estudo”, detalha a fonte ouvida, ontem, pela reportagem do DIÁRIO.

Conteúdo Relacionado


0 Comentário(s)

MAISACESSADAS