Edição do dia

Edição do dia

Leia a edição completa grátis

Previsão do Tempo
24°
cotação atual R$

Esporte / Esporte Pará

PAUSA CONFIRMADA

Clube do Remo: atletas devem se preparar em suas casas

sexta-feira, 20/03/2020, 09:25 - Atualizado em 20/03/2020, 10:46 - Autor: Matheus MIranda


"
Sabemos que não fazemos parte do grupo de risco, a priori, mas temos uma função muito grande, por sermos referência, em ajudar toda a população no combate a essa pandemia", Mazola Júnior, técnico azulino
" Sabemos que não fazemos parte do grupo de risco, a priori, mas temos uma função muito grande, por sermos referência, em ajudar toda a população no combate a essa pandemia", Mazola Júnior, técnico azulino | Samara Miranda/Remo

O Campeonato Paraense de Futebol profissional 2020 foi suspenso. A decisão tomada na manhã de ontem e oficializada pelo período da tarde pela Federação Paraense de Futebol (FPF), foi tomada após a constatação do primeiro caso de Covid-19 no Estado, na última quarta-feira (18). O Clube do Remo foi uma das agremiações que fazem parte do certame a tomar iniciativa para a pausa da competição, ao publicar nota solicitando a interrupção devido às consequências da pandemia.

Sem previsão de retorno às atividades e com estimativa de prejuízo na casa dos R$ 600 mil em débitos correntes nos cofres da agremiação, visto que a arrecadação nas bilheterias é a principal fonte de receita, o presidente Fábio Bentes destacou que nesse momento delicado não havia outra medida a ser adotada.

“Entendo que é o certo a se fazer. Agora é hora de pensar na saúde de todos. Quando se decidiu pela manutenção, não tinha nenhum caso confirmado, apenas sinalização, e, por ser em uma região quente e úmida, seria difícil desse vírus se proliferar. Temos que ter todo o cuidado possível”, embasou o cartola.

Fábio Bentes adiantou, também, que toda a programação de treinos do time profissional, assim como dos esportes amadores foram suspensas. Quanto ao financeiro, Bentes preferiu dar espaço à conscientização da torcida azulina. “Claro que vai trazer transtornos graves no financeiro, mas a prioridade é com a saúde. Se Deus quiser vamos conseguir superar essa crise. Fica o recado ao torcedor, que evite sair, o momento é de recolhimento, conforme orientações do Ministério da Saúde”, declarou.

Na parte administrativa da instituição, no caso dos serviços realizados na sede social azulina, o atendimento também será alterado. “Vai funcionar em horário especial, das 13h às 17h. Aqueles funcionários acima de 60 anos ou que são do grupo de risco estão liberados das suas atividades. Estamos tomando todas as recomendações para fazer a nossa parte”, antecipou Fábio Bentes.

E MAIS…

- Quem achou a decisão de suspender o campeonato acertada foi a torcida, que já vinha se movimentando através das redes sociais para a paralisação do campeonato, a exemplo dos Estaduais de outras regiões, que adotaram a medida como prevenção e cuidado ao Covid-19. “É questão de coerência. A ausência da torcida não impede os jogadores de se exporem a essa situação”, apontou a torcedora Marcia Cardoso.

- Até o momento, não há data programada para o retorno da competição local. Mas isso não chega a ser um problema, já que a torcida tem se mostrado paciente pela causa. “É um entretenimento (o campeonato). Saúde é saúde e não tem brincadeira. Com coisa séria a gente não brinca. A gente espera pela volta”, comentou o torcedor Renan Monte.

Mazola apoiou a paralisação e diz que todos estão bem orientados

Com a suspensão do Parazão por tempo indeterminado, a grade de treinamentos do Clube do Remo também será cancelada. Mas, de acordo com o presidente Fábio Bentes, será montado um planejamento para a realização de treinamento individual dos atletas em suas respectivas casas. O mesmo acontecerá com a didática da comissão técnica nesses dias sem compromissos oficiais.

O técnico Mazola Júnior, aproveitou para parabenizar a postura do departamento médico azulino nesse momento delicado. “Nós tivemos uma palestra com dois profissionais, um infectologista e um farmacêutico, muito qualificados. Me dói no coração tomar orientações que tomamos, que tomei do meu avô e meus pais falavam em casa: lavar as mãos. Estamos cientes, sim, e muito bem orientados. Sabemos que não fazemos parte do grupo de risco, a priori, mas temos uma função muito grande, por sermos referência, em ajudar toda a população no combate a essa pandemia que já está trazendo e vai trazer muito prejuízo à raça humana”, disse o comandante.

As redes sociais do Remo entraram na campanha para orientação da torcida e população em geral para se acomodar nas suas residências nos próximos dias, conforme pedido das autoridades de saúde. O técnico também deu o seu recado. “Que eles fiquem em cassa também para se precaver disso”, frisou.

Conteúdo Relacionado


0 Comentário(s)

MAISACESSADAS