Edição do dia

Edição do dia

Leia a edição completa grátis

Previsão do Tempo
25°
cotação atual R$

Esporte / Esporte Pará

NUNCA SERÁ SÓ FUTEBOL

Torcedora cega emociona web ao acompanhar jogo do Bragantino

quinta-feira, 13/02/2020, 15:34 - Atualizado em 13/02/2020, 15:34 - Autor: Diego Beckman


Deficiente visual, Luisa esteve torcendo pelo Bragantino ontem no Diogão.
Deficiente visual, Luisa esteve torcendo pelo Bragantino ontem no Diogão. | Gamaliel Sousa

O jogo entre Bragantino X Ceará-CE,disputado pela Copa do Brasil atraiu vários torcedores do Tubarão e do Vozão ao estádio São Benedito, em Bragança, na última quarta-feira (12), mas uma torcedora em especial chamou atenção nas redes sociais após a partida.

Luisa Martins Santos, de 21 anos, foi ao Diogão torcer pelo time da cidade, mas um detalhe chamou atenção de quem a viu no jogo de ontem: a torcedora tem uma doença que a deixou cega logo após o seu nascimento, mas isso não foi impedimento para a jovem conquistar seu espaço, ao ponto de se formar no curso de direito, recentemente.

Ao lado da tia e da prima, Luisa esteve no Diogão torcendo pelo Tubarão do Caeté
Ao lado da tia e da prima, Luisa esteve no Diogão torcendo pelo Tubarão do Caeté Acervo Pessoal
 

“A primeira vez que fui ao estádio foi para matar minha curiosidade sobre como seria assistir a um jogo de futebol, mesmo pela televisão, pois sentia que há várias emoções envolvidas. Fui com meu pai, que é torcedor do Paysandu, assim como eu, e a sensação foi contagiante, principalmente na hora do gol, quando todos se abraçam e comemoram”, descreve a torcedora.

Seu pai é também torcedor do Paysandu e companheiro de Luisa, quando vão ao estádio.
Seu pai é também torcedor do Paysandu e companheiro de Luisa, quando vão ao estádio. Acervo Pessoal
 

Para acompanhar as partidas do Papão e do Tubarão, Luisa recorre ao rádio para entender as emoções do jogo e torna o meio de comunicação uma inclusão social, como um sonho que tem por meio do futebol.

“Meu maior sonho é de que o futebol atinja muitas pessoas com essa emoção que eu sinto todas as vezes que vou ao estádio. Sempre que posso, meu pai e eu vamos ao estádio para acompanhar os jogos e vivenciar esta emoção, pois o futebol une as pessoas e ir ao estádio é mágico”, relata Luisa.

A emoção de Luisa também foi sentida pelo fotógrafo Gamaliel Sousa, que estava no estádio e registrou a torcedora. “Faço cobertura esportiva e nunca tinha presenciado ninguém com deficiência visual no estádio. Foi emocionante para mim, pois tentar compreender como ser humano busca superar suas limitações”, destaca.

A foto feita por Gamaliel teve um alcance impressionante, com mais de 150 compartilhamentos e inúmeros comentários positivos nas redes sociais.

O futebol é mágico por proporcionar cenas como esta e mais do que isso: unir pessoas em uma única torcida, a da inclusão social.

Fique por dentro do Parazão. Assista ao DOL Rádio Esporte no Facebook do DOL às 16h30.


Deficiente visual, Luisa esteve torcendo pelo Bragantino ontem no Diogão.
Deficiente visual, Luisa esteve torcendo pelo Bragantino ontem no Diogão. | Gamaliel Sousa
Seu pai é também torcedor do Paysandu e companheiro de Luisa, quando vão ao estádio.
Deficiente visual, Luisa esteve torcendo pelo Bragantino ontem no Diogão. | Gamaliel Sousa
Ao lado da tia e da prima, Luisa esteve no Diogão torcendo pelo Tubarão do Caeté
Deficiente visual, Luisa esteve torcendo pelo Bragantino ontem no Diogão. | Gamaliel Sousa

Conteúdo Relacionado


0 Comentário(s)

MAISACESSADAS